A hora dos fogos de artifícios

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Como tradicionalmente acontece nesta época do ano os populares foguetes estão sendo bem vendidos pelas lojas do ramo de Passo Fundo. Isso quer dizer que teremos muito barulho na virada do ano. Não dá para negar que é bonito este tipo de comemoração e que representa uma atração especial para uma data tão importante, porém tem a questão dos animais, cachorros e aves, que sofrem muito com o foguetório. Não é só isso, tem os acidentes. Inúmeras pessoas perderam dedos e mãos e sofreram graves queimaduras em ocasiões deste gênero, comemoradas com fogos de artifícios, então todo o cuidado é pouco. No programa Gente e Verso de amanhã, a partir das 10 horas, na Rádio Planalto, este tema estará em discussão. Seria bom proibir os fogos de artifícios ou com cuidado, tornam o momento ainda mais especial? Qual a sua opinião/ Participe!

 

Sobre ideologia de gênero

Procuro não misturar a minha atividade de vereador, com a de jornalista, porém, diante de alguns acontecimentos, fica difícil. Recentemente eu e o colega Mateus Wesp gravamos um vídeo, onde nos posicionamos contrários ao tema “gênero” ser trabalhado nas escolas públicas do município. A razão é simples, isto não é função da escola e sim responsabilidade da família, além do risco de levar esta discussão para sala de aula e criar mais confusão e problemas sociais. A discussão não é sobre pessoas e opções sexuais e sim de um tema muito importante que deve ser tratado por toda a sociedade. Esta discussão faz parte de uma campanha nacional, contra a sexualização infantil e a pedofilia, mas quem é a favor leva para o lado pessoal, o que é lamentável e por si só mostra o quanto nefasto pode ser esta temática. Vamos ensinar as crianças a ler, a escrever, a serem cidadãos críticos, através da cultura e questão de sexualidade é de foro íntimo das famílias e de cada um, ninguém tem nada a ver com isto. Se alguma escola privada quiser trabalhar este tema, muito bem, os pais que tem dinheiro e interesse, que coloquem seus filhos nessas escolas, mas quem não concorda não pode ter esta questão imposta pelo Estado, inclusive sendo financiada com dinheiro público.

 

Presidente Temer desmoralizado pelo Judiciário

A que ponto chegou o nosso país, onde um Presidente da República é desautorizado pelo Judiciário, numa medida que é de sua competência. Esta, de anular o decreto do Indulto de Natal, pegou muito mal para o presidente Temer, mais uma vergonha desta política suja quem vem sendo praticada no país desde que o grupo de Lula/ Dilma/Temer, chegou ao poder. Sim, este presidente só está lá graças aos seus companheiros e antecessores. Mas, voltando ao indulto, criaram uma grande confusão agora. Na verdade Temer quis dar uma mão para os seus aliados, presos por corrupção, mas deu um tiro no pé. É uma bagunça este país mesmo. Como fica o caso daqueles que saíram ainda na metade do mês, beneficiados por esta medida? Terão que voltar? Imagina o trabalho que não vai dar rever todos os processos de milhares de presos que aguardam uma decisão final do decreto?

 

Dizem por aí... Que por pena dos animais, muita gente vai desistir de largar foguetes neste final de ano. Será verdade?

Leia Também Municípios receberão R$ 44 milhões para salas de vacinação Na escola da Misericórdia A fábula do vestidinho azul Jamais abdicar da democracia!