IPVA 2018: terça-feira é o último dia para pagar com desconto máximo

Compartilhe
O motorista que quiser garantir o desconto máximo do IPVA 2018 pode pagar o imposto até esta terça-feira (02). Para conseguir o abatimento de 24,72%, o proprietário do veículo precisa somar as vantagens dos programas do Bom Motorista e do Bom Cidadão.

O imposto pode ser quitado nos bancos no qual o motorista é cliente – podendo ser pago inclusive no caixa eletrônico e no home banking. Além disso, lotéricas da Caixa Econômica Federal e os correspondentes bancários do Banrisul também recebem o IPVA.

Pelo último levantamento da Receita Estadual, até a última quarta-feira 377.857 veículos haviam quitado o IPVA 2018, o que representa 10.3% da frota que precisa recolher o tributo (3.643.682 veículos). A arrecadação acumulada chegou a quase R$ 305 milhões. A expectativa é arrecadar R$ 2,63 bilhões com o IPVA 2018, com a metade do valor repassada de maneira automática para as prefeituras gaúchas conforme o município de licenciamento do veículo.

Quem paga?

Todos os proprietários de veículos automotores fabricados a partir do ano de 1999.

Como pagar?

Para quitar o imposto, o proprietário deve apresentar Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Junto com o IPVA, é possível pagar o seguro obrigatório (DPVAT), taxa de licenciamento e multas de trânsito.

Onde pagar?

Nos bancos Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi, Caixa (loterias) e Banco do Brasil (somente para clientes).

Consultas e dúvidas

Para auxiliar os contribuintes, a Fazenda disponibiliza um site específico sobre o imposto. Nele, é possível consultar todos os dados relativos aos veículos, como multas, valores a pagar e pendências. Além do site, é possível baixar o aplicativo do tributo (IPVA RS) para dispositivos móveis, disponível gratuitamente na App Store e na Google Play.


_________________________________

Fonte: Rádio Guaíba

Leia Também Sistema de saque do PIS fora do ar em Passo Fundo Receita libera consulta ao segundo lote de restituição do IR 2018 Greve dos caminhoneiros custará R$ 15 bilhões para a economia Plano Safra traz recursos de R$ 194 bi e redução de 1,5% nos juros