As crianças de Papai Noel III

Compartilhe

O estilo que poderíamos destacar que seriam as crianças do Papai Noel do ponto de vista ideal, seja do presépio como imaginamos, que todas deveriam ser ou um determinado modelo de família certamente, não existe. Aliás, é muito bom que não exista.

Um motivo apenas justifica que não existam e jamais existirão. Nós somos normais recheados de planos, sonhos e estratégias. O dia a dia é complexo, desafiador e precisa ser construído com a colaboração de todos, equilibrando o ideal que gostaríamos para nossas vidas e famílias, juntamente, com a realidade da vida.

As lições do presépio estão nesta direção. A família que gerou o Salvador foi uma família normal, embora muitas vezes imaginada e divulgada com ideais impossíveis de serem alcançados.

O Menino Jesus que lá nasceu, embora envolto de divindade, experimentou as agruras da vida, a insegurança de todas as crianças, as ameaças que as sociedades formadas por pessoas enfrentam rotineiramente, assim como, outras situações do cotidiano da nossa vida.

Nesse roteiro podemos avaliar a necessidade de atualizar o sentido do Natal, no período anterior, ou seja, no final de janeiro, ou nesse período que nossa vida volta a sua normalidade com a intensidade do trabalho ou com os períodos de férias, visitas e outras.

Não se trata de desejar Feliz Natal como se atualizar significasse apenas duas palavras. Nunca fui muito simpático a esses desejos exagerados que motivos que se limitam às festas de família ou emoções de poucos dias.

Para as crianças do Papai Noel os natais que nós acompanhamos, elas também os experimentaram.

No entanto, elas são suas porque o Natal é para todos e todos os dias. Reforço que é importante que alimentemos boas ideias no presente e no futuro. Nosso planejamento são assim, ideias. Raramente se concretizam na sua plenitude.

Para as crianças do Papai Noel, projetamos o melhor. Boas famílias, excelentes ambientes, o desejo de união e proteção para que no futuro recordem de pequenos e grandes detalhes e que fomentam cidadãos integrados, altruístas e com capacidade e condições de bem atuar em todos os ambientes.

Para as crianças do Papai Noel do futuro, desejamos que sejam felizes e recordem desta geração por terem acreditado no seu potencial.

 

Leia Também 11º Domingo do Tempo Comum. Programa Sustentabilidade Ambiental Empresarial será lançado pela ACISA Cuidado com o crime digital As pequenas ações