Dra. Ornella Cassol fala sobre o câncer de intestino

Compartilhe

João Altair recebeu no programa Na Ordem do Dia, a Dra. Ornella Sari Cassol.

Em conversa sobre o câncer de intestino, ela informou que hoje em dia a doença já pode ser prevenida, principalmente através do exame de colonoscopia que além de diagnosticar, trata as lesões iniciais.

Segundo Ornella, é um exame relativamente simples, mas que precisa de preparo do intestino para a realização e que mesmo sendo pouco divulgado, toda população tem acesso, podendo ser realizado através do SUS.

O câncer pode surgir devido a componentes genéticos e hereditários ou em casos esporádicos, que possuem a prevenção através de uma dieta saudável, rica em fibras, verduras alimentos integrais, diminuição do consumo de produtos industrializados, enlatados e carne vermelha, prática de atividades físicas e ingestão de água com frequência.

Recomenda que a partir dos 50 anos, tanto homens quanto mulheres façam o exame preventivo, pois quando o câncer já está no corpo, iniciam sangramentos, alterações no hábito intestinal, emagrecimento, dores abdominais entre outros sintomas, por isso, a prevenção se torna tão importante para tratar lesões pré-malignas.

Casos de cirurgias para retirada do intestino grosso

A doutora comenta sobre casos em que há a retirada de 80% e até total do órgão no sistema digestivo, o que muda diversos hábitos do paciente, porém, é possível viver sem o intestino grosso.  ‘’A qualidade e expectativa de vida após a cirurgia é muito boa’’, afirma Ornella.

Após a cirurgia, quando ela é curativa, retira toda a doença e conforme o tempo é monitorizado para verificar a possibilidade de ter avançado e ido para as chamadas ‘’ínguas’’, sendo preciso complementar o tratamento com quimioterapia.

____________________

Texto: Gabriela Soldá

Leia Também Encontro do Meu Bebê, Meu Tesouro acontece nesta quinta-feira Brasil registra 677 casos de sarampo desde fevereiro HSVP divulga lista de aprovados para curso Técnico em Enfermagem ANTI-FAKE: Não existe vírus H2N3 no Brasil