Saúde recomenda vacinação contra febre amarela a 100% das cidades gaúchas

Compartilhe

A Secretaria da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul passou a recomendar a vacinação contra a febre amarela a moradores de 34 municípios localizados no Litoral Norte. Essas cidades não faziam parte da área de imunização e controle da doença. Assim, a vacinação é ampliada para todos os municípios gaúchos.

A estratégia adotada pela SES é preventiva em função do surto de febre amarela que atinge os estados de São Paulo, Rio de Janeiro Espirito Santo, Minas Gerais e Bahia. De acordo com o secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis, a cobertura vacinal no estado atinge hoje cerca de 70% da população. Quem ainda não se imunizou pode procurar a unidade de saúde mais próxima de casa. No entanto, Gabbardo salientou que não há motivo para pânico.Quem já se vacinou não precisa de dose de reforço. Gestantes, idosos e imunodeprimidos devem avaliar com um médico os riscos e benefícios da imunização. A vacina contra a febre amarela integra o Calendário Nacional de Vacinação e pode ser encontrada nas Unidades Básicas de Saúde.

Saiba mais
A febre amarela é uma doença febril aguda, causada por um arbovírus (vírus transmitido por mosquitos). Os primeiros sintomas incluem febre, calafrios, cefaleia (dor de cabeça), lombalgia (dor nas costas), mialgias (dores musculares) generalizadas, prostração, náuseas e vômito. Após esse período inicial, geralmente ocorre declínio da temperatura e diminuição dos sintomas, provocando uma sensação de melhora no paciente.


Fonte: Rádio Guaíba

Leia Também Psicóloga fala sobre aumento de suicídios em janeiro Hepatite A: saiba como se pega o vírus, quais são os sintomas e tratamentos Febre amarela: saiba quem não deve ser vacinado contra a doença Dr. Rogério Riffel fala sobre a situação do Hospital Bezerra de Menezes