Psicóloga fala sobre aumento de suicídios em janeiro

Compartilhe

Durante o programa Na Ordem do Dia, João Altair conversou com a psicóloga e professora da UPF, Ciomara Ribeiro Benincá, sobre o índice de suicídio aumentar no mês de janeiro, devido a este, ser um mês de reflexão, onde as pessoas fazem uma análise de suas vidas, sobre o que passou e sobre as projeções para os próximos meses do ano, o que pode ser algo devastador para quem já possui quadros depressivos.

O mês de janeiro, por ser o primeiro mês do ano, após festividades em família e período de férias, quando pessoas se sentem mais solitárias, quem já sofre com depressão às vezes procura no suicídio, uma ‘’fuga’’ de problemas que consideram um sofrimento insuportável. “É muito triste quando a gente encontra casos em que a morte acaba sendo uma saída”. lamenta a psicóloga.

Para Ciomara, é importante pensarmos que muitas pessoas não cometem suicídio porque querem morrer, parece óbvio, mas não é bem assim, muitas vezes a pessoa procura o suicídio como uma saída, uma solução, por querer deixar de existir naquela situação, mas, não que ela queira a morte de fato.

Por isso, é considerado que 9 entre 10 suicídios podem ser evitados, ou seja, 90% dos casos, se for detectado os sinais devidamente e a tempo de fazer algo a respeito, pode-se tirar a ideia de suicídio da pessoa. “A detecção das pessoas que estão próximas, dos sinais que indicam esse sofrimento e a procura por ajuda especializada pode ser sim, uma boa alternativa para evitar esse final trágico.

Ainda segundo Cilmara, dificilmente uma pessoa que comete suicido não avisa antes. “Dificilmente uma pessoa que comete suicídio não avisa, praticamente todas as pessoas que cometem avisaram antes...também é uma ignorância das pessoas achar que suicídio é ato de coragem ou covardia, é um ato de sofrimento.” disse a psicóloga.

 

Acompanhe a programação através da AM 730, portal rdplanalto.com ou em nosso aplicativo para smartphone.


____________________

Texto por: Gabriela Soldá

Leia Também Avançam contatos para implantação do Centro de Valorização da Vida Saúde em Debate: a importância de lavar as mãos Enfermagem: Cuidado e segurança como essências Maio Roxo: conscientização sobre doenças inflamatórias intestinais