Venezuelanos consomem comida de cachorro

Compartilhe

Na Venezuela, conforme denunciado pela Provea, uma organização não governamental, a população tem consumido comida de cachorro e de galinhas. A ONG percorreu supermercados de Caracas, a capital venezuelana, e constatou, por exemplo, a venda nas gôndolas de uma espécie de salsicha para cachorro, que é perigosa quando consumida por humanos. Ração oferecida a galinhas também estaria sendo consumida pela população, substituindo o arroz por ser mais barata. Além da escassez de comida há o problema do preço dos alimentos, uma vez que há descontrole da inflação no país. A economia encontra-se em frangalhos com um absurdo dirigismo estatal.

É realmente muito triste a situação na Venezuela. Triste e revoltante, se lembrarmos ainda que a esquerda brasileira apoia o regime de Nicolas Maduro, herdeiro político do caudilho Hugo Chávez.

O PT e o PT Mirim (PSoL), por exemplo, vivem elogiando o tal "socialismo do século XXI" - mas quando crises humanitárias se abatem sobre os países que não dão liberdade aos seus cidadãos, colocam a culpa sempre nos outros. É o imperialismo. É a oposição. É o consumismo desenfreado.

Utilizam, além disso, o discurso da vitimização para cabalar votos de quem é inseguro quanto à própria individualidade, assim como dizem que vão resolver os problemas dos cidadãos que têm dificuldades em se auto afirmar por seus próprios meios e atitudes, assim também agem em defesa das suas próprias incompetências e mau caratismos: não admitem seus próprios erros e acusam culpados terceiros dos crimes que cometem.

O Brasil acordou a tempo, mas o perigo sempre ronda: o populismo marxista de Dilma, Lula, do PT e do PT Mirim está sempre à espreita, vendendo prosperidade e bonança aos supostos vitimizados e entregando comida de cachorro. Triste e revoltante.

 

Leia Também Transtorno de Personalidade Borderline Crescimento, emprego e custos de vida: o governo não entregou o que prometeu Derrota e ensinamentos na Série Prata Alimentos que tiram a fome