Demanda do consumidor por crédito cresce 4,9% em 2017

Compartilhe
De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito avançou 4,9% no ano de 2017. Foi o melhor resultado dos últimos seis anos e o quarto melhor de toda a série histórica iniciada em 2008.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o crescimento da renda real determinada pelo recuo acentuado da inflação no ano passado, a recuperação gradativa dos níveis de confiança dos consumidores e a contínua retração das taxas de juros com a concomitante expansão da oferta de crédito impulsionaram a demanda do consumidor por crédito em 2017, especialmente para a população da baixa renda.

Análise por classe de renda pessoal mensal

No ano de 2017, a procura do consumidor por crédito cresceu 15,2% para quem recebe até R$ 500 por mês, 4,6% para quem ganha entre R$ 500 e R$ 1.000 mensais, e 3,2% para quem recebe entre R$ 1.000 e R$ 2.000. A demanda por crédito acumulada no período de janeiro a dezembro de 2017 subiu 3,6% para quem ganha entre R$ 2.000 e R$ 5.000 por mês e se expandiu 4,1% para os que recebem entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês. E para quem recebe mais de R$ 10.000 mensais houve alta de 4,4% na demanda por crédito no ano de 2017.

Análise por região

Em 2017, a demanda do consumidor por crédito cresceu mais nas regiões menos desenvolvidas do país: 8,1% no Nordeste e 6,9% no Norte. No Sudeste a alta foi de 5,0% no ano passado e no Sul o crescimento foi de 3,4%. Na Região Centro-Oeste, a procura do consumidor por crédito cresceu apenas 0,2% no ano de 2017.

Para mais informações, visite www.serasaexperian.com.br

Leia Também Petrobras anuncia redução do preço do diesel e da gasolina Gasolina e diesel devem sofrer novo aumento nos preços Imposto de Renda: saiba o passo a passo na declaração Governo anuncia cancelamento de 422 mil benefícios sociais