Que seja feita justiça no caso “Lula”

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

As atenções no campo político estão voltadas para o julgamento do ex-presidente Lula, previsto para a próxima semana em Porto Alegre. Embora todas as evidências de irregularidade referentes ao tal Triplex, é preciso ter provas para uma condenação. O que precisa acontecer neste julgamento é apenas ser feito justiça, tem culpa, tem que ser condenado, não tem, absolvido. O ex-presidente adota a estratégia de que “o ataque é a melhor defesa” e desafia o Judiciário e os opositores políticos a conseguir puni-lo e principalmente evitar que participe da próxima eleição a presidência.

 

Arredores do tribunal transformado num estádio de futebol

É lamentável o que está sendo necessário movimentar de aparato de segurança para o julgamento de Lula. O BOE de Passo Fundo e Santa Maria estão em Porto Alegre, assim como o Exército. De um lado, quem defende e torce pelo ex-presidente e de outro, a torcida adversária, que quer o petista desmascarado de uma vez por todas. Esse povo todo da segurança que está na capital, para garantir a ordem, custa muito caro para os cofres públicos, então não chega o dinheiro desviado pela corrupção, ainda é preciso gastar mais para julgar os acusados. É muito prejuízo para o povo, em torno do mesmo problema, enquanto isso falta o básico para a saúde e educação.

 

Estacionamento rotativo em avaliação

O programa Frente e Verso fará um debate interessante sobre o funcionamento do estacionamento rotativo em Passo Fundo. Muitos defendem a ampliação da chamada “área azul”, outros pensam que já temos o suficiente e o que falta é fiscalização e conscientização dos proprietários de veículos para cumprir a regulamentação. Muitas ideias estão surgindo a cerca do tema. Como diz o dito “a voz do povo, é a vos de Deus”, então o Poder Público tem o dever de ouvir a população e colocar em prática aquilo que a maioria deseja.

 

Impunidade tem cura

O medo muitas vezes faz com que as pessoas concordem, mesmo que involuntariamente com a impunidade. Muitos criminosos, bandidos, assassinos, foragidos da polícia estão livres por aí, inclusive desfilando em redes sociais. A sociedade precisa perder o medo, hoje tem canais de comunicação sigilosos e a pessoa pode denunciar até mesmo sem se identificar. A Polícia Civil tem o 197 e a Brigada Militar o 190. Não vamos nos calar para a bandidagem, tem que por essa gente ruim atrás das grades. Quem sabe o paradeiro de um foragido e não denuncia, está apoiando ele a continuar atacando as pessoas de bem.

 

Dizem por aí... Que quem protege bandido é igual a ele. Assim como quem compra coisas roubadas, é ladrão também. Será verdade?

Leia Também Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato O bom samaritano