Whatsapp: 10 regras de ouro da etiqueta on line

Compartilhe

O Watsapp é uma das maravilhas da comunicação moderna, quase instantâneo e cheio de possibilidades; De acordo com a empresa, 55 bilhões de mensagens são enviadas por dia no aplicativo que já soma um bilhão de usuários ativos no mundo.  Com tanta adesão e facilidade de comunicação fica fácil cometer deslizes. Confesse, você já saiu de grupos ou viu diálogos complicados que o fizeram questionar se as regras de etiqueta da vida real não deveriam também valer para a virtual. Elas valem!

OS DOIS VISTOS AZUIS: Imediatismo não é regra. Ninguém é obrigado a responder assim que leu. Todos têm ocupações. Os dois “Vs” azuis de confirmação de leitura promovem a ansiedade e testam a paciência. É preciso conter-se, acalmar-se, esperar. É preciso compreender que nem todos podem responder na hora só porque visualizaram.

CONTEÚDO: Correntes, piadas, mensagens formando um desenho, conteúdo pornográfico, mensagens motivacionais... A lista de conteúdos indesejados pela maioria das pessoas é grande. Ninguém gosta de banalidades em tempos de “tão pouco tempo”. Prudência. Não passe a imagem de quem não tem o que fazer.

ÁUDIOS: Escutar áudios em viva voz não é para todo mundo. Depende do local, privacidade, tempo, intimidade. Se a conversa precisa ser longa, faça uma chamada. Regra geral prefira áudios curtos apenas quando estiver impossibilitado de escrever.

EMOJIS: Tão fofinhos não é mesmo? Não! Usados sem propósito dão um ar infantil a conversa e fazem o diálogo perder a formalidade. Em mensagens de trabalho não utilize. Não passam profissionalismo. Restrinja-os apenas a pessoas que possui mais intimidade.

MENSAGENS NO GRUPO: O tema “Grupos” mereceria um texto a parte, dadas às situações que tem se visto por aí. Esqueça o “Bom dia” pelo “Bom dia” em todos os grupos, intermináveis saudações, que rendem das 6h às 11h da manhã. Desnecessárias. Como regra geral jamais adicione alguém em um grupo sem antes chamar a pessoa de forma particular e explicar o objetivo; O mesmo vale ao excluir alguém; Restrinja-se ao objetivo do grupo, não promova assuntos aleatórios; Só escreva mensagens de interesse coletivo; Não inicie um diálogo com apenas um integrante no grupo, que poderia acontecer de forma privada; Jamais escreva sobre um membro do grupo como se ele não estivesse ali. Caso inicie-se uma discussão “lave a roupa suja” de forma privada.

GRUPOS DE FAMÍLIA: Cuidado com os comentários nos grupos de família, as pessoas costumam ser bem mais sensíveis. Seja gentil e evite dar indiretas. Não envie toneladas de fotos de viagens, bebês, partos, velórios, hospitais. Também tenha paciência com os integrantes de mais idade e seja tolerante com os erros de digitação.

GRUPOS DE TRABALHO: O que vale é a hierarquia da empresa “no mundo real”. Atenha-se a responder somente o que for questionado. Questões pontuais devem ser resolvidas olho a olho. Jamais fale de superiores ou colegas no grupo e nem dissemine fofocas. Não promova conteúdos como os do item 4. Evite emojis.

FOTOS, VÍDEOS E FLERTES: O “meme” do momento, o vídeo mais polêmico, fotos de acidentes, cirurgias, crianças e animais doentes... Atenção! Sempre se questione: As pessoas realmente precisam receber isso? Há intimidade para tanto? Todos possuem o mesmo senso de humor ou de dor? O mesmo vale para as “paqueras” online. Não é porque se teve acesso ao número de alguém em um Grupo que se tem intimidade suficiente para chamar de forma privada para investidas amorosas. Isso vale especialmente para contatos adquiridos através de Grupos de trabalho. Bom senso sempre.

CAIXA BAIXA: A regra do “caps look” é desconhecida de muitos. Então vamos a ela: Só use letras MAIÚSCULAS quando quiser enfatizar algo ou quer mostrar que está gritando. Isso mesmo: gritando! Essa é a ideia que se tem ao usar caixa alta. Caixa baixa é o padrão. A regra vale para e-mails, redes sociais e textos de um modo geral.

RESPEITE HORÁRIOS: Mandar mensagens em grupos de trabalho no final de semana ou após o horário comercial mesmo que resolveu fazer hora extra ou teve uma ideia nova não é de bom tom. Cuidado quando “você sai do trabalho, mas o trabalho não sai de você”. Nem todos compartilham esse modo de vida. Aguarde a segunda-feira. Isso vale também para quem gosta de ficar checando mensagens no almoço, jantar, em meio de uma reunião, conversa. *Dar atenção genuinamente, sem olhar para o celular, tem sido uma das manifestações de afeto e respeito mais dignas de apreciação nos últimos tempos.

* Ionara Lermen é Publicitária. Especialista em Criação para Multimídias. Mestre em Comunicação e Semiótica. Atua com Marketing Digital em Io Mídia e Design

** A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.

 

 

Leia Também O EIA RIMA e os Estudos Ambientais Negritude como atitude política! A importância da informação da comunidade para a segurança Dia Mundial dos Pobres