Transtorno Explosivo Intermitente

Postado por: Caroline Garcia Silva

Compartilhe

É um transtorno mental onde existe falha no controle do impulso da agressão gerando ataques de raiva. O sujeito reage de forma desproporcional podendo agredir física e verbalmente as pessoas ou destruir objetos próprios e de terceiros. A pessoa têm um limite muito baixo de frustração e qualquer decepção, por mais insignificante que possa parecer, dispara repentinamente a raiva, mesmo que segundos antes a pessoa estivesse sorrindo e de bom humor.

Os sintomas apresentados pelos portadores do transtorno Explosivo Intermitente são: elevação dos batimentos cardíacos no momento que antecede os ataques de raiva; alívio após as explosões verbais, físicas e destruição de objetos; sentimentos de vergonha, arrependimento e inadequação após as explosões; depressão; ataques de fúria, destruindo objetos e ou agredindo fisicamente as pessoas; explosões verbais com o uso de palavras de baixo calão; prejuízos financeiros (muitas vezes são responsabilizados financeiramente pelas destruições, perdem empregos, etc.); isolamento social (temendo ter ataques de raiva e/ou por serem reconhecidos como alguém que arruma confusão, isolam-se ou são excluídos de grupos sociais); prejuízo afetivo (os relacionamentos não duram ou são muito tumultuados com brigas constantes); problemas legais (devido as brigas no trânsito ou em outros locais).

A psicoterapia e o tratamento psiquiátrico são recomendáveis para que se possa reconhecer as primeiras manifestações dos surtos de raiva em conjunto com a medicação indicada.

Leia Também Carnaval para quem? Créditos presumidos de ICMS e a base de cálculo do IRPJ e CSLL Fraternidade e superação da violência I 1º Domingo da Quaresma