Vereador Toson propõe o Dia da Liberdade de Impostos em Passo Fundo

Compartilhe

O vereador Roberto Gabriel Toson (PSD) propôs um Projeto de Lei, já aprovado na Câmara e sancionado pelo Executivo, que institui o Dia da Liberdade de Impostos no município. A viabilidade de execução de ações conjuntas, entre os setores do comércio, indústria e serviço, foi debatida pelo parlamentar com representantes de entidades de classe nesta terça-feira (30).

O movimento voltado à conscientização deve ocorrer no dia 1 de junho. Todas as empresas são convidadas a participar, seja ofertando aos consumidores descontos equivalentes à quantidade de impostos sobre produtos ou promovendo outras ações que atendam à finalidade da data. Durante o encontro, Toson buscou o apoio das entidades para que haja uma mobilização coletiva. “As lojas, por exemplo, já realizam promoções durante o ano. Os descontos poderiam ser concentrados no dia 1 de junho para que trabalhemos, em grupo, a questão dos impostos e consigamos trazer mudanças à percepção das pessoas”, explicou.

O diretor executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Onis Casagrande, evidenciou o apoio da entidade à mobilização. Ainda, buscou alternativas aos empresários que não têm como ofertar descontos da proporção dos impostos. “Em determinados casos, o imposto representa metade do valor de um produto e, ao oferecer esse desconto, a empresa deverá pagar por ele. Nestas situações, é possível que os empresários encontrem outras formas de fazer parte da campanha”, salientou.

Uma das possibilidades elencadas por Toson é um sorteio, promovido por vários estabelecimentos. O parlamentar comenta que esse sorteio pode ocorrer por meio da elaboração de questionários sobre os impostos, que busquem saber se os consumidores sabem o quanto estão pagando de impostos. “O consumidor que acertar ou chegar mais próximo da resposta ganha o produto”, disse.

Protestos pacíficos que chamam atenção à quantidade de impostos que os brasileiros pagam acontecem em muitos locais do país. O Projeto de Lei foi apresentado no Legislativo de Passo Fundo no ano passado, após um posto de gasolina da cidade aderir ao movimento nacional e vender o litro de gasolina a R$ 2. A matéria é baseada em um movimento existente há mais de 10 anos em Belo Horizonte e busca que a mobilização seja estrategicamente definida e conte com o maior número de apoiadores.

Durante o encontro, estiveram presentes, ainda, o diretor da CDL, Mateus Pittol, o vice-presidente da Acisa, Marcos Silva, que mostraram interesse em contribuir com a conscientização, e os vereadores Mateus Wesp (PSDB) e Leandro Rosso (PRB).

Foto: Comunicação/Câmara de Vereadores

---

Leia Também Plano Diretor: questionário sobre a cidade vai até domingo Havan marca inauguração para 8 de dezembro Coleurb realiza reunião para tratar sobre segurança nos coletivos urbanos Leão XIII recebe visita de apoiadoras da Alemanha