A Educação Ambiental para o desenvolvimento sustentável

Postado por: Manoela Cielo

Compartilhe

A Constituição Federal de 88 cita em seu artigo 225 que ”Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”.

  Educação ambiental é sem dúvida a principal ferramenta para a conservação do meio ambiente, é através dela que o conhecimento é difundido, que atitudes são mudadas e que resultados acontecem. Porém não podemos deixar a responsabilidade em proteger o meio ambiente somente nas mãos das crianças, das futuras gerações, cabe também ao poder público e a coletividade ações que sejam efetivas para a aplicabilidade da lei e a conscientização de todos com foco na sustentabilidade.

A Política Nacional de Educação Ambiental, lei 9.795, de 1999 ressalta que a educação ambiental é um componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não formal.

Nesse sentido entram as capacitações, a formação continuada de educadores, gestores ambientais, profissionais da área e sociedade em geral, seja através de cursos, treinamentos ou campanhas ambientais. No entanto pouco é investido na educação, sendo o setor ambiental o que mais sofre pela redução de orçamento e falta de prioridade.

Estamos vivendo no Brasil um processo inverso na área ambiental, parece que tudo para funcionar precisa de uma lei, começamos pela fiscalização, pelo licenciamento ambiental e por último pela educação ambiental, quando deveria ser o contrário. E se a premissa é a busca pelo desenvolvimento sustentável, precisamos começar inverter essa situação, valorizando ações que já ocorrem e multiplicando as mesmas, investindo na capacitação de servidores públicos que são os principais responsáveis pelas tomadas de decisões frente ao desenvolvimento das cidades e também através da mudança de hábitos, e essa parte de cada um de nós.

Leia Também 560 mil quilômetros de histórias e contando Negócios da área da saúde e a preocupação ambiental Declaração Universal dos Direitos Humanos As saídas temporárias dos presos