Fachin nega a Lula liminar para evitar prisão

Compartilhe


O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido de medida liminar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para evitar a prisão do petista até o esgotamento de todos os recursos no caso do tríplex de Guarujá. O ministro também decidiu submeter ao plenário da Corte a análise do caso. 
Caberá à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, definir a data do julgamento. Ainda não há previsão de quando os 11 ministros da Corte vão discutir o habeas corpus.


Leia Também Manifestação de caminhoneiros segue nesta terça-feira no RS Governo e Petrobras discutem nesta terça preço dos combustíveis Denatran suspende regulamentação de parcelamento de multas com cartão de crédito Sindicalista de Caxias do Sul fala sobre a instalação da empresa na cidade gaúcha