Ex-presidente da CBF tenta anular julgamento nos EUA

Compartilhe

Os advogados de defesa de José Maria Marin, ex-presidente da CBF, condenado pela Justiça dos Estados Unidos no caso de corrupção da FIFA, entrou com pedido de anulação do júri popular que compôs o julgamento do cartola, em dezembro. Além disso, a defesa de José Maria Marin pede que um novo julgamento seja realizado.

Marin, foi condenado pela Justiça americana por envolvimento em organização criminosa, fraude financeira e lavagem de dinheiro, no caso de corrupção que denunciou vários dirigentes esportivos da FIFA.

José Maria Marin é acusado de receber propinas milionárias de contratos de direitos de transmissão da Copa América, Libertadores e Copa do Brasil.

O cartola brasileiro pode pegar até 120 anos de cadeia. Ele já está preso desde o natal no maior presídio de segurança máxima da cidade americana de Nova York. A Justiça dos Estados Unidos deve divulgar a pena de José Maria Marin no dia quatro de abril.

Os recursos da defesa do cartola ainda não foram analisados.


Fonte: Agência do Rádio

Leia Também Justiça proíbe entrada de menores de 14 anos na exposição Queermuseu no RJ Morreu o ex-prefeito de Ernestina Aderi Soares Morre Kofi Annan, ex-secretário-geral da ONU Petrobras anuncia alta de 0,5% no preço da gasolina