Ex-presidente da CBF tenta anular julgamento nos EUA

Compartilhe

Os advogados de defesa de José Maria Marin, ex-presidente da CBF, condenado pela Justiça dos Estados Unidos no caso de corrupção da FIFA, entrou com pedido de anulação do júri popular que compôs o julgamento do cartola, em dezembro. Além disso, a defesa de José Maria Marin pede que um novo julgamento seja realizado.

Marin, foi condenado pela Justiça americana por envolvimento em organização criminosa, fraude financeira e lavagem de dinheiro, no caso de corrupção que denunciou vários dirigentes esportivos da FIFA.

José Maria Marin é acusado de receber propinas milionárias de contratos de direitos de transmissão da Copa América, Libertadores e Copa do Brasil.

O cartola brasileiro pode pegar até 120 anos de cadeia. Ele já está preso desde o natal no maior presídio de segurança máxima da cidade americana de Nova York. A Justiça dos Estados Unidos deve divulgar a pena de José Maria Marin no dia quatro de abril.

Os recursos da defesa do cartola ainda não foram analisados.


Fonte: Agência do Rádio

Leia Também Abertas as inscrições do concurso da Aeronáutica com 227 vagas para curso de formação de sargentos Bebida adulterada mata 93 pessoas na Índia Manifestantes protestam na Venezuela após fechamento de fronteira com a Colômbia Em viagem, empresário descobre que funcionário é o irmão perdido há 31 anos