Suas redes sociais estão seguras?

Postado por: Ionara Lermen

Compartilhe

As redes sociais “estão para ficar e nunca mais partir”. É um fato. O número de usuários cresce a passos largos. Porém, é necessário cautela, só quem já teve sua privacidade invadida sabe o preço de não ter tomado alguns cuidados simples, mas fundamentais. É comum a maioria pouco se preocupar com o tipo de informação que disponibiliza ou se estas estão protegidas de forma adequada. Vamos às dicas de proteção que podem amenizar os riscos e evitar problemas:

1.            TENHA UMA SENHA FORTE: O nome do filho, do cachorro, a data de aniversário, tudo isso é muito “vulnerável”. De acordo com os especialistas em segurança da informação senhas são consideradas fortes quando contêm pelo menos oito caracteres em uma combinação de letras, símbolos e números, com letras maiúsculas e minúsculas.

2.            DADOS PESSOAIS, JAMAIS: Nunca divulgue dados como CPF, RG, número de telefone nas redes sociais (a não ser para fins comerciais em uma página). Caso seja necessário, envie-os de forma privada.

3.             ANALISE O CONTEÚDO DE SUAS POSTAGENS: É possível saber tudo sobre você analisando sua timeline? Cuidado. Quando se torna óbvio em uma rápida análise saber seu local de trabalho, faculdade, horários indicando a rotina, onde mora, onde passou as férias, sempre há risco.

4.            CUIDADO COM LOCAIS PÚBLICOS DE ACESSO: Evite acessar suas redes sociais de lugares públicos com wifi compartilhada, não há como garantir se as suas informações não estão sendo monitoradas.

5.            APRENDA A RESTRINGIR O ACESSO A INFORMAÇÃO: É possível restringir o acesso as suas informações nas suas redes sociais. Vale a pena tirar alguns minutos para aprender isso.  Quando mais restrito mais segurança há. Aprenda a selecionar o que só você pode ver, o que apenas seus amigos podem ver e o que é público. As redes sociais oferecem opções para lhe auxiliar nisso. O Instagram possui a opção chamada "Conta privada". Você pode alterar as opções livremente, ou seja, uma conta privada pode voltar a ser pública a qualquer momento.  O Facebook permite configurações para álbuns, fotos individuais e é possível trocar publicações antigas de "Público" para particulares ("Somente amigos"), com a opção "Limitar publicações anteriores".

6.            SEJA SELETIVO AO ACEITAR AMIGOS: Cautela. Avaliação. Essas são as palavras-chave. Ladrões de identidade podem criar perfis falsos a fim de obter informações suas. Atenção a perfis de outros países, pessoas com uma timeline suspeita ou postagens vagas, sem conexão uma com a outra, inexistência de fotos pessoais (ao menos uma ou a de perfil são importantes); Datas de criação da página muito recentes, a não existência de amigos em comum, dentre outros sinais. Atenção ainda às fotos “isca” de pessoas muito bem apresentadas (parecendo verdadeiros modelos) com fotos “estratégicas” contendo carros importados, roupas de grife e elementos de ostentação, formando uma espécie de catálogo do “bom partido”. Muitas fraudes –especialmente destinadas a mulheres solteiras de meia idade, bem sucedidas – estão acontecendo, disfarçadas de interesse afetivo.

7.            CUIDADO COM A “GEOMARCAÇÃO”: Acabou de tirar uma selfie? Aplicativos de celular podem incluir na foto uma informação de geolocalização, identificando onde a foto foi tirada. Essa informação pode também ser incluída em todas as suas fotos tiradas com o celular e sincronizadas para serviços como Google Drive, OneDrive ou iCloud, o que pode expor desnecessariamente sua privacidade. O Twitter também possui a opção de marcar todos os Tweets com uma geomarcação. O Facebook e o Instagram removem os detalhes de GPS das fotos, mantendo apenas uma localização aproximada. Ainda assim, isso pode incluir a cidade onde você está, o que nem sempre precisa ser compartilhado. Um bom recurso de geomarcação ativo para identificar pontos turísticos nas férias pode ser desativado quando você retorna para casa. Certifique-se de que a geomarcação só está ativa quando ela é realmente necessária.

*A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.

 

Leia Também Por que usar Emojis nas Redes Sociais? Sistema de Gestão Ambiental nas empresas Combate ao Golpe do Bilhete Premiado “João é seu nome”