Fepam determina medidas para recuperar barragem do Capingui

Compartilhe

Preocupadas com o baixo nível do reservatório da Barragem do Capingui, lideranças dos municípios de Passo Fundo, Marau e Mato Castelhano estiveram em Porto Alegre, nesta quarta-feira, para uma audiência agendada pelo deputado Sérgio Turra (PP) na Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM). 

O órgão informou que foi encaminhado um ofício determinando prazo de 30 dias para que a CEEE tome medidas operacionais para a recuperação do nível do reservatório.

Desde o início do ano, moradores das comunidades vêm se mobilizando para buscar os motivos pelos quais o nível da água da barragem está cerca de 6 metros abaixo do normal. Segundo Turra, a situação é preocupante uma vez que pode causar danos ao ecossistema do rio e seus entornos, como a alta mortalidade de peixes e a baixa reprodução. O reservatório, que é administrado pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), é utilizado para geração de energia elétrica na região.

No documento enviado à empresa estatal, os técnicos da FEPAM ainda determinam que se cumpram algumas providências para que o nível da barragem não fique maior que um metro abaixo do normal. Além disso, a CEEE deverá apresentar relatórios anuais com parecer técnico e avaliações da diversidade, riqueza e abundância da ictiofauna do reservatório. O conjunto de medidas servirá para a obtenção de nova licença de operação.

A chefe de gabinete Lilian Zenker representou a secretária do Meio Ambiente, Ana Pellini, no encontro. Participaram ainda os deputados Juliano Roso e Vilmar Zanchin, os vereadores de Passo Fundo Márcio Patussi, Rufa e Fernando Rigon, além de membros de uma comissão de defesa da Barragem do Capingui.

Leia Também General Mourão fala sobre economia em Passo Fundo Última semana para saque de contas do PIS/PASEP Mãe comemora os 80 anos rezando com os 11 filhos no túmulo de Maria Elizabete Eleições 2018: Sartori e Leite continuam subindo nas pesquisas