Confirmada nomeação de concursados da Saúde

Compartilhe
O governo estadual promete efetivar, até o dia 18 de março, a nomeação dos aprovados remanescentes de concurso  realizado em 2013 para suprir vagas na Secretaria Estadual da Saúde. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (07) pelo titular da pasta, João Gabbardo, que compareceu à Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado estadual Altemir Tortelli.
Gabbardo prestou esclarecimentos sobre vários temas, entre eles a nomeação dos concursados, que temiam o esgotamento do prazo de validade do certame. Tortelli atribui o desfecho do caso à mobilização do grupo de aprovados, que se
organizaram em uma comissão e procuraram o Parlamento.
No dia 21 de fevereiro, por iniciativa de Tortelli, a Comissão discutiu o tema em audiência pública e levou a reivindicação do grupo ao chefe da Casa Civil, Fábio Branco, que aventou a possibilidade de solucionar a situação ainda este mês.
“Esta é uma boa notícia para os aprovados, o conjunto dos trabalhadores em saúde e para toda a população gaúcha. O atendimento deve ser qualificado com estas contratações, resultado da luta destas pessoas que se esforçaram, estudaram e obtiveram a
aprovação”, destacou.
Gabbardo também falou sobre a situação dos repasses de recursos para hospitais e prefeituras. Segundo o secretário, o governo estadual colocou em dia todo o estoque da dívida com hospitais no final de janeiro. São recursos complementares aos repasses do Ministério da Saúde, equivalentes a R$ 20 milhões mensais provenientes do Tesouro estadual. Já em relação às prefeituras, de acordo com Gabbardo, foram pagos R$ 130 milhões em janeirode uma dívida total de R$ 540 milhões.
Ele admitiu que o Executivo não quitará este passivo até o final do ano e também não assegurou a regularidade dos repasses. Ele afirmou que não houve redução de recursos contratados com hospitais, mas adequações a partir da verificação de realização de procedimentos.
Gabbardo ainda informou que a abrangência da vacinação contra febre amarela foi expandida para 100% da população, embora ainda não tenha sido notificado nenhum caso autóctone da doença.
A abertura do Hospital Regional de Santa Maria, demanda histórica debatida na Comissão de Saúde e Meio Ambiente, foi confirmada pelo secretário. Ele explicou que o convênio com o Instituto de Cardiologia será assinado entre março e abril e que a
abertura do ambulatório para tratamento de pacientes com doenças crônicas acontecerá ainda no primeiro semestre. O Hospital será 100% SUS.

Leia Também Água Santa: Rio Grande do Sul tem os melhores resultados do Brasil no negócio do leite CNI/Ibope: 74% avaliam governo Temer como ruim ou péssimo Aprovada lei anticorrupção contra a administração pública Usuários da Corsan poderão pagar faturas em cartão de crédito