Instalação elétrica gera protesto na Escola Lucille Fragoso Albuquerque

Compartilhe
A manhã de terça-feira foi de protesto na Escola Estadual Lucille Fragoso de Albuquerque, no Bairro Hípica, em Passo Fundo, pela demora nas obras de melhorias na instalação elétrica.
Não é possível ligar aparelhos eletrônicos, apenas as lâmpadas. Os alunos estão sofrendo com o intenso calor, sem possibilidade de ligar os ventiladores. A escola está interditada parcialmente desde o mês de outubro.
Nesta terça-feira não acontecem as aulas, em função da manifestação. Espera-se uma medida por parte do Governo do Estado, promovendo as melhorias necessárias, conforme relato da diretora Solange Martins, em entrevista à Rádio Planalto.
O coordenador Regional de Educação, Elton de Marchi, também foi ouvido em nossa programação. Destacou que foi realizada vistoria no local. Não é possível precisar, segundo ele, o valor necessário para realizar o serviço. Destacou De Marchi que será necessária a troca da fiação, uma vez o prédio ter 60 anos de história. 
O engenheiro elétrico será encaminhado nesta quarta-feira, 14, para verificar a situação e realizar os encaminhamentos necessários.

Leia Também Idosos alunos da Oficina de Literatura lançam livro de contos e poemas Capes aprova doutorado em Bioexperimentação na UPF Cantata Natalina: até 2019 Atendidos pelo Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes celebram o nascimento do Deus menino