A Gestão de resíduos nos restaurantes

Postado por: Manoela Cielo

Compartilhe

Para resolver os problemas relacionados com a geração de Resíduos dos restaurantes, é necessário um olhar diferenciado do dono, fazendo com que a gestão do negócio estabeleça estratégias que priorizem o cuidado com o meio ambiente, uma vez que restaurantes são responsáveis pela geração de toneladas de resíduos sólidos. Algumas atitudes como reduzir a quantidade de alimentos desperdiçados na produção dos pratos, aumentar a reutilização e reciclagem de materiais, refletem diretamente na redução de perdas econômicas.

Muitos são os empresários que tem o conhecimento de que são os responsáveis pelos resíduos gerados em seu estabelecimento até a sua destinação final. A lei dos Resíduos Sólidos recomenda que se destine aos aterros sanitários somente o rejeito, ou seja, somente o que não pode ser mais reaproveitado de nenhuma outra forma, para que os setores público e privado invistam em tecnologias para reciclagem de resíduos bem como para compostagem.

Através de uma gestão responsável é possível saber quanto de lixo é produzido diariamente em seu negócio e consequentemente quanto de dinheiro está se perdendo com a falta de gerenciamento dos resíduos. Isso pode iniciar com um bom diagnóstico da atividade, levantando todos os resíduos gerados no restaurante, seja na produção, que envolve tudo que é necessário para a preparação dos pratos, onde até mesmo uma faca inadequada para realizar cortes em batatas ou carnes, pode gerar mais resíduos.

Tem também as sobras dos clientes que indiretamente fornecem informações fundamentais sobre a elaboração de pratos para reavaliação de cardápios, possibilitando a redução de porções dos alimentos e de pratos que não estejam fornecendo lucro, bem como ingredientes que não agregam valor, fazendo com que novas receitas sejam criadas para aumentar o rendimento, diminuindo a geração de resíduos, o custo de produção dos alimentos, otimizando o estoque e consequentemente aumentando os benefícios do restaurante.

Porém, para que todo o processo de gestão do restaurante ocorra de maneira eficiente, é fundamental a preparação da equipe de trabalho e para isso capacitações, cursos, consultorias são necessárias, uma vez que todos devem compreender sobre a importância da separação correta e do tratamento dos resíduos, visualizando o impacto positivo que essas ações trazem ao negócio bem como contribuição dada para a preservação ambiental.

Com a elaboração de um plano de gerenciamento de resíduos para restaurante já é possível visualizar em curto prazo os benefícios de uma boa gestão que geralmente está associada a uma consultoria ambiental.  A separação em grupos dos diferentes tipos de resíduos de um restaurante  (orgânico, plástico, vidro, papel, material de escritório, madeira, etc..) acondicionados de maneira adequada, possibilita a criação de estratégias com valor agregado para a destinação dos mesmos, onde alguns podem ir diariamente para reciclagem e sobras de alimentos para compostagem ou ainda vendidos a empresas especializadas que podem coletar de grupos organizados.

Essas são algumas ações que permitirá ao gestor do restaurante uma maior autonomia sobre o próprio negócio, reduzindo custos, aumentando lucros, conscientizando equipe e clientes sobre o cuidado com o meio ambiente e a importância em evitar ao máximo o desperdício, gerando uma imagem positiva de um estabelecimento diferenciado e comprometido na busca das melhores soluções para o destino correto dos seus resíduos.

  *A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.


Leia Também Ministério da Saúde libera recursos para o Qualifar-SUS Alimentos ricos em Potássio Nossa Senhora da Conceição Advento: Esperar com esperança