Câncer de estômago – diagnóstico

Compartilhe

Alguns sinais e sintomas podem sugerir que uma pessoa tem câncer de estômago, mas será necessária a realização de exames complementares e biópsias para confirmar o diagnóstico.

A endoscopia digestiva alta é o principal exame utilizado na investigação do câncer de estômago. Pode ser solicitado para pacientes com fatores de risco ou quando os sinais e sintomas sugerem presença da doença.

Durante o exame, o paciente é sedado, o médico insere pela garganta do paciente o endoscópio, tubo fino flexível com luz e câmera na extremidade. Isso permite ao médico visualizar o esôfago, o estômago e a primeira parte do intestino delgado. Se áreas anormais são encontradas, uma biópsia é realizada, por meio de instrumentos que são colocados através do endoscópio. As amostras de tecido retiradas são enviadas para análise anatomopatológica.

Quando visualizado através do endoscópio, o câncer de estômago se assemelha a uma úlcera, uma massa em forma de cogumelo ou com saliências, pode ser difusa, plana ou com áreas espessas.

Após o diagnóstico, são necessários outros exames, como a tomografia computadorizada, para realização do estadiamento da doença e definição do tratamento.

Na próxima semana, conversaremos mais sobre o câncer de estômago. Até logo!

Leia Também O cão, o trigo e o Fusca Não incide IOF sobre fluxo financeiro em participação em sociedade “Enviados para testemunhar o Evangelho da paz” Solução para o atraso