Imposto de Renda 2018: quem deve declarar?

Compartilhe
Durante o programa Na Ordem do Dia desta segunda-feira (19), João Altair conversou com o contabilista Eder Dal Bello, sobre a declaração de bens do Imposto de Renda 2018.
Ganho de capital durante o ano, imóveis e veículos adquiridos, vendas e transações realizadas, etc. O contabilista explica em quais ocasiões deve-se declarar os valores. (OUÇA O ÁUDIO NO PORTAL rdplanalto.com)

Está obrigado a entregar a declaração o contribuinte que se encaixa nos seguintes casos:
1. Recebeu, em 2017, rendimentos tributáveis que somaram mais de R$ 28.559,70. Rendimentos relacionados a trabalho, aluguéis, pensões e benefícios se encaixam nessa categoria.
2. Possuía, em 31 de dezembro de 2017, imóveis, veículos e outros bens acima do valor de R$ 300 mil.
3. Obteve ganho de capital na venda de imóveis, veículos e outros bens sujeitos ao IR.
4. Teve receita bruta de atividade rural superior a R$ 142.798,50
5.  Optou pela isenção do IR sobre ganho de capital obtido na venda de imóvel residencial ao usar o dinheiro integralmente na compra de outro imóvel no Brasil, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda
6. Recebeu acima de R$ 40 mil em rendimentos isentos (como juros de poupança ou FGTS), não tributáveis (como indenizações em Plano de Desligamento Voluntário e outros tipos) ou tributados na fonte (como 13º salário, ganhos com aplicação financeira e prêmios de loterias).
7. Fez operações em bolsas de valores, de mercadorias e de títulos futuros, ou obteve ganho de capital com esses investimentos em 2016.
8. Passou a ser residente no Brasil no ano de 2017 e estava nessa condição em 31 de dezembro.

Quem não precisa declarar:
1. Indivíduos que não se encaixam nas condições acima
2. Quem foi declarado como dependente em declaração apresentada por outra pessoa física, na qual tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos caso os possua;
3. Teve a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua (terreno que não tem equipamento ou estrutura para receber atividade rural), quando os bens comuns forem declarados pelo cônjuge, desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda R$ 300.000,00, em 31 de dezembro de 2017.


*da redação Rádio Planalto, Gabriela Soldá


  • Quem precisa declarar IR?

Leia Também Sistema de saque do PIS fora do ar em Passo Fundo Receita libera consulta ao segundo lote de restituição do IR 2018 Greve dos caminhoneiros custará R$ 15 bilhões para a economia Plano Safra traz recursos de R$ 194 bi e redução de 1,5% nos juros