Só precisa parar de tomar gols

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

A Divisão de Acesso já caminha para o final do primeiro turno. Até aqui cinco rodadas foram disputadas e o Passo Fundo segue com algumas dificuldades que precisam ser resolvidas para o time ir mais longe na competição. Nestes cinco jogos são duas vitórias, um empate e duas derrotas. Vamos pensar um pouco sobre esses resultados.

Em cinco rodadas, três foram fora de casa e a próxima rodada também é longe do Vermelhão, portanto de seis jogos apenas dois foram diante do seu torcedor. Em casa o ECPF tem 100% de aproveitamento, jogou duas e venceu as duas, média suficiente para a classificação, mas jogando longe de seus domínios foi somado apenas um ponto em nove disputados, 11,1% de aproveitamento. Se olharmos para as circunstâncias do jogo podemos dizer que contra o União o Passo Fundo de fato não foi bem e mereceu a derrota, contra o Brasil abriu dois de vantagem mas cedeu o empate após ter um jogador expulso e contra o Ypiranga sofreu um gol de contra ataque quando estava melhor na partida. Levou azar? Sim, mas é circunstância do jogo. A vitória na estreia veio de um contra ataque e diante do Igrejinha o 3x2 saiu às 49 do segundo tempo, levou sorte? Sim, mas é a circunstância do jogo.

O que o técnico Rodrigo Ferrari precisa resolver imediatamente é a quantidade de gols sofridos. O goleiro Villa foi batido em todos os jogos até aqui, hoje o Passo Fundo tem a pior defesa do campeonato, junto com o Igrejinha, com oito gols sofridos. Eu não acho que a defesa do ECPF não seja qualificada, pelo contrário, já elogiei e sigo elogiando a dupla de zaga. O Passo Fundo tem um bom sistema defensivo, mas precisa passar um jogo sem sofrer gols até para dar mais confiança aos jogadores. O sistema ofensivo está fazendo a sua parte, o tricolor é dono do melhor ataque do grupo com 7 gols. Quando a defesa estiver mais encaixada as vitórias virão com mais tranquilidade e os pontos fora de casa não irão mais escapar.

Na quarta-feira, 28, o jogo é em Bento, contra o Esportivo que não vem bem, uma grande oportunidade para o Passo Fundo conquistar três pontos fora de casa e se sentir mais a vontade dentro da competição.

GAÚCHO

Saiu o regulamento e a tabela da Segunda Divisão. O Gaúcho estreia em casa contra o São Borja no dia 15 de abril. Até aqui pouco se sabe do futebol do time para esse ano, o elenco ainda não foi apresentado e o grupo ainda não está completo.

É o ano do centenário do Periquito, será lindo um bom time em campo e o Gaúcho se livrar dessa bagunça que é a segunda divisão.

GRÊMIO

Depois de vencer o Avenida em Santa Cruz o Grêmio encaminhou a classificação para a final do estadual, depois de oito anos o tricolor pode voltar a vencer a competição local. Os títulos da Copa do Brasil, Libertadores e Recopa deram alívio ao torcedor, mas conquistar o Gauchão é importante para não deixar dúvidas sobre quem manda no futebol por aqui.

Pela escalação de ontem parece que Renato percebeu que Cícero não pode atuar enquanto Arthur fica no banco, alias, que paixão! Faltou centroavante, vai o Cícero, faltou meia, vai o Cícero, faltou volante, tá lá o Cicero em campo! Que Gerodeus cuide do nosso Milagrohe, porque o Ciícero já está calcando as luvas.

Leia Também Solução para o atraso Eleição Presidencial: A ecologia não é questão secundária! Pobreza de propostas em campanhas eleitorais Alimentos aquecidos a altas temperaturas e risco de câncer