Ceia do Senhor.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
"Fazei isto em memória de Mim".
Celebramos hoje a Última Ceia de Jesus com os seus discípulos. Em todas as nossas paróquias revivemos a cerimonia do Lavapés e nos emocionamos ao constatar, mais uma vez, a humildade e a simplicidade de Jesus, Mestre Divino, lavando os pés de seus discípulos. Era a sua despedida e por isso os reuniu ao redor de uma mesa para a última ceia. Tomou o pão e o vinho em suas mãos, dizendo: " Isto é meu corpo e meu sangue, que será derramado por todos vocês". 
Podemos imaginar a cena daquele momento: Jesus lavou os pés de todos os seus discípulos, inclusive os de Judas (traidor) para nos ensinar que não devemos excluir ninguém, seja quem for. A figura de Pedro tentando que Jesus não o fizesse porque não conseguia compreender e admitir que seu Mestre fizesse algo tão simples e humilde. Mas Jesus o adverte e lhe diz: "se não me deixares lavar os teus pés, não terás parte comigo". Jesus com a sua morte nos lavou a todos e nos redimiu e somente os que O seguem terão a vida eterna e alcançarão a salvação. 
Imaginemos agora as refeições nas nossas casas, nas nossas famílias. No mundo de hoje o aconchego das reuniões e refeições, em âmbito familiar estão deixando a desejar. O que vemos é cada um servindo seu prato e se retirando da mesa para ver televisão, consultar seu celular, ou então, comer em separado, longe do convívio familiar. Rezar antes das refeições como se costumava fazer, saiu de moda. É realmente uma lástima porque as pessoas que compõem uma família muitas vezes nem mais se conhecem.
Precisamos ensinar as crianças que a família que reza e que se encontra durante as refeições é um modelo da família de Nazaré. Isso necessita ser resgatado para que nossos valores familiares voltem ao nosso convívio e para a nossa prática diária. 
O cálice de benção, que benzemos, não é a comunhão do sangue de Cristo? E o pão, que partimos, não é a comunhão do corpo de Cristo?  1Coríntios 10,16.
Que a Semana Santa nos conduza ao caminho de Jesus, que é a única verdade e a plena vida.

Leia Também Alimentação durante o tratamento da infecção urinária Estado falha e municípios pagam a conta da saúde O cão, o trigo e o Fusca Não incide IOF sobre fluxo financeiro em participação em sociedade