UNESCO aponta sete pontos para a aprendizagem do futuro

Postado por: Amilton Rodrigo de Quadros Martins

Compartilhe

Hoje vamos conhecer um documento muito importante, que foi produzido pela UNESCO e traduzido pelo MEC em 2017, cujo título original é: Connecting the dots to build the future teaching and learning, e cujo material na íntegra em português se encontra disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0025/002591/259168POR.pdf. O conteúdo trata de um apelo para que os líderes de governos, organizações não governamentais, educadores e líderes da sociedade civil, olhem com mais atenção e urgência as áreas críticas para a melhoria da qualidade da educação em todo o mundo.

Para sistematização, o documento propõe sete ações para melhorar o sistema que apoia o ensino e a aprendizagem, preparando os alunos para se tornar “arquitetos de suas próprias vidas”, bem como participantes e contribuintes das suas comunidades, com uma abordagem sistêmica das intervenções necessárias para uma grande transformação onde os alunos efetivamente aprendem. São elas:

1. Construir uma narrativa ao criar um sentido de urgência sobre a qualidade da educação e a excelência do ensino - o primeiro passo para resolver o complexo desafio de reformar um sistema de qualidade da educação consiste em ter líderes que adotem esse desafio como um objetivo audacioso, assim como alinhar o sistema com aspirações ambiciosas para as escolas, que ajudem a definir o que é uma educação de qualidade, e para isso, os líderes precisam colocar a qualidade dos professores no topo da agenda de suas sociedades, e não apenas de seus governos.

2. Mapear o sistema complexo que sustenta o apoio ao ensino e verificar sua coerência - A prática profissional de alta qualidade é o resultado de um contexto social e institucional, bem como de estruturas e processos que constituem um sistema complexo. A identificação dos elementos desse sistema e de sua forma de interação é uma condição necessária para redesenhar e redirecionar o sistema para metas mais ambiciosas.

3. Calibrar o sistema de modo que ele esteja alinhado de forma coerente a objetivos ambiciosos e padrões claros de prática - Desenvolver uma estratégia para mapear as etapas de ação e uma sequência para criar um sistema totalmente integrado e coerente de apoio ao professor, alinhado a uma visão audaciosa para a educação e com padrões profissionais claros para professores e diretores. Uma vez que o sistema de formação e apoio ao professor é mapeado e avaliado, torna-se possível identificar as mudanças necessárias para se ter maior coerência do sistema.

4. Empoderar professores para que possam capacitar os alunos - Somente professores capacitados podem capacitar alunos. Isso significa desenvolver o profissionalismo dos professores, envolver os professores na inovação e na transformação educacional, além de capacitar os professores para que se apropriem de sua aprendizagem pessoal.

5. Apoiar uma demanda robusta de candidatos qualificados - O ensino de qualidade requer professores de qualidade, e isso requer candidatos qualificados para a profissão que sejam capazes de se beneficiar ao máximo de uma excelente preparação inicial, tomar posse de sua própria aprendizagem e continuar a aprender ao longo de suas carreiras. Em muitos contextos, não há candidatos suficientes para a profissão de forma a atender às necessidades de substituição e expansão do sistema, assim como para fornecer professores talentosos às escolas que atendem a alunos desfavorecidos, que, muitas vezes, vivem em áreas pobres ou de difícil acesso.

6. Apoiar programas eficazes de formação inicial de professores - A formação inicial do professor é fundamental para a trajetória profissional. Ela deve estar claramente alinhada aos padrões de prática e bem articulada com as oportunidades subsequentes de desenvolvimento profissional, sobretudo aquelas que apoiam os professores iniciantes.

7. Apoiar as trajetórias profissionais por meio do desenvolvimento contínuo e da aprendizagem para professores - Os professores devem ser aprendizes ao longo da vida e servir de exemplos para seus alunos. Apoiar essa aprendizagem ao longo da vida requer, especialmente, o desenvolvimento profissional integrado na escola, métodos sofisticados de indução e tutoria, redes colaborativas de professores, investigação com base em projetos para melhorar as práticas de ensino e os resultados da aprendizagem, e acesso às boas práticas e aos conhecimentos sobre o que funciona, com base nas melhores evidências disponíveis sobre ensino e aprendizagem.

O que você achou das 7 estratégias para melhorar o sistema de ensino e aprendizagem do futuro? Algo ficou de fora? Compartilhe sua opinião conosco :-)

Amilton Rodrigo de Quadros Martins, Educador e líder do InovaEdu IMED – Laboratório de Ciência e Inovação para a Educação

*A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.

Leia Também Por que usar Emojis nas Redes Sociais? Sistema de Gestão Ambiental nas empresas Combate ao Golpe do Bilhete Premiado “João é seu nome”