Não podemos nos dar o luxo de afugentar empresas de Passo Fundo

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Lula não ficará preso por muito tempo

Como se esperava, o STF, na sua maioria, foi contra o Habeas par o presidente Lula e consequentemente ele foi preso, após uma novela com direito a missa, festa, teatro e tudo mais. Passado isso, o que importa é que Lula foi preso, Sabemos que será por pouco tempo, mas serve de lição, uma demonstração que a impunidade não irá prosperar neste país. Com a prisão Lula está praticamente fora do cenário eleitoral, o que abre uma grande possibilidade do Brasil virar esta página da corrupção e colocar gente nova no poder, se livrando das velhas raposas, que a exemplo do Lula do PT, existem na maioria dos partidos. Nenhum desses envolvidos em corrupção e desvio do dinheiro público merece concorrer e muito menos o voto do povo.

 

Não podemos nos dar o luxo de afugentar empresas de Passo Fundo

A empresa Havan, de grande sucesso em todas as cidades e estados, onde funciona, gerando empregos, impostos e principalmente oferecendo alternativas em produtos para os consumidores, quer vir para Passo Fundo, conforme foi anunciado, entretanto uma posição divergente do Sindicato dos Comerciários, quanto à abertura em feriados, pode afugentar a empresa e levar a cidade a perder este grande investimento. O sindicato cumpre o seu papel de defender os trabalhadores, mas não pode exagerar e ser intransigente, pois o interesse da população, especialmente de quem está desempregado é muito maior e mais importante. Claro que o sindicato não tem este poder de decidir se empresas vêm ou não para a cidade, mas acontece que a empresa, está sendo disputada por várias cidades, como incentivos maiores dos que estão sendo oferecido por Passo Fundo, então não vai querer se incomodar com sindicato, a empresa não precisa disso, quem precisa dela é a cidade. Portanto, a questão está indefinida, mas será um “tiro no pé”, do próprio sindicato se for intransigente e afugentar a empresa, não podemos nos dar este luxo, com tantas dificuldades na economia.

 

Acordo não beneficia uma única empresa

A vinda da Havan vai trazer ainda mais turistas para a cidade, ou seja, muitos comerciantes serão beneficiados, é preciso enxergar o horizonte que se abre muito além desta discussão. A empresa disse que não abre em três feriados (Natal, Ano Novo e Dia do Trabalhador), então na prática tem 4 dias em discussão, que podem ser compensados com pagamentos de horas extras e folgas em outros dias, então se houver boa vontade, é possível chegar a um acordo.

 

Dizem por aí... Que graças ao Sindicato dos Comerciários, a empresa Havan estuda levar o investimento previsto para Passo Fundo a outra cidade da região. Será verdade?

Leia Também Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato O bom samaritano