Novo título e nova derrota

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

O Passo Fundo perdeu para o Glória, Um a zero, gol de cabeça, bola parada, assim como foram outros gols sofridos pelo tricolor. Os times são todos iguais. Nesse grupo do Passo Fundo não tem ninguém que esteja muito acima dos demais. Está tudo muito parelho. Então porque o Passo Fundo está ficando para trás? Porque o Passo Fundo larga na frente e não consegue segurar o resultado? Porque o Passo Fundo não consegue correr atrás de um empate quando sai perdendo?

É bom lembrar que já se passaram mais da metade da primeira fase, de quatorze partidas oito já foram jogadas e hoje o Passo Fundo está fora da zona de classificação com apenas nove pontos. Aproveitamento de 37,5%. É muito pouco!

A partir de agora o ECPF tem seis jogos, quatro em casa e dois fora. Se fizer 12 pontos no Vermelhão da Serra estará classificado. Mas a dificuldade está em fazer essa pontuação, já que terá como adversários o Esportivo, Ypiranga, Brasil FAR e União. São jogos difíceis que o tricolor só ira vencer se jogar mais do que vem jogando.

As entrevistas, tanto do treinador Rodrigo quanto do presidente Zambonatto, após a derrota em Vacaria foram muito parecidas, ambos citaram as falhas defensivas, a falta de comprometimento dentro de campo e que, pelo menos, a postura precisa mudar para que resultados melhores aconteçam.

Vamos esperar os próximos capítulos e os próximos acontecimentos pros lados do Vermelhão da Serra.

GRÊMIO

Eu poderia começar o texto dizendo que o time que seria rebaixado acabou campeão, ou que o Grêmio foi campeão da mini Libertadores, como chamou o Gauchão um jogador colorado. Mas creio que o mais correto a se dizer é que o Grêmio levantou mais esse caneco porque de fato é o melhor time do estado, ganhou ao natural. Quando os titulares começaram a jogar não teve mais adversário e a final terminou em 7x0. Simples, o Grêmio foi campeão porque é o melhor e mais preparado para ser campeão.

Renato fica, afirmou ontem que seguirá no Grêmio até o final da temporada. Acho acertada a decisão porque aqui ele terá chance de conquistar ainda mais coisas em 2018, já no Flamengo o trabalho precisaria começar.

Com Renato o Grêmio segue forte na Libertadores e entra para brigar pelo Brasileiro e a Copa do Brasil.

A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.

Leia Também Por que usar Emojis nas Redes Sociais? Sistema de Gestão Ambiental nas empresas Combate ao Golpe do Bilhete Premiado “João é seu nome”