PF tem cinco jogos e precisa vencer quatro, será que dá?

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

A cada rodada que passa a classificação do Esporte Clube Passo Fundo para a segunda fase do Acesso fica mais distante. O Passo Fundo já jogou nove vezes e venceu apenas duas, empatou três e perdeu quatro. Tem apenas nove em 27 pontos disputados e está a cinco da zona de classificação.

A missão do técnico Hélio Vieira é bem complicada. O Passo Fundo precisa vencer quatro dos cinco jogos que lhe restam para conseguir a classificação. Difícil para um time que até aqui não apresentou armas que deem esperança ao torcedor. Nem mesmo nas vitórias o ECPF conseguiu se sobressair contra o adversário, em nenhum jogo o Passo Fundo foi realmente melhor, sabe aquele time que vence com sobra? O ECPF não conseguiu ser isso até aqui. As vitórias foram apertadas, sofridas, conquistadas com muito suor. O que não deixa de ser um mérito da equipe o problema é foram apenas duas vezes.

Esse Passo Fundo é um time que não tem forças. Já largou na frente do placar por três vezes, em duas cedeu o empate e em outra tomou a virada. Em Farroupilha abriu dois a zera e sofreu o empate. Contra o Glória marcou o seu gol no segundo tempo e não conseguiu segurar o resultado e ontem, contra o Esportivo no Vermelhão da Serra, saiu na frente e sofreu o revés na segunda etapa.  Somente contra o Igrejinha, em casa, conseguiu reagir após sair perdendo.

Isso mostra o pouco poder de fogo do Passo Fundo, mostra o quanto o Passo Fundo deixa a desejar e quanto o Passo Fundo precisa melhorar para, quem sabe, voltar a vencer e tentar a classificação. O Hélio chegou agora, achei correta a mudança no comando técnico, não terá muito tempo para implementar suas ideias de futebol mas tem um grande desafio pela frente.

Gaúcho

Na última semana o Periquito realizou um jogo-treino contra o Passo Fundo no Vermelhão da Serra, que terminou empatado em dois a dois.

Pude ver um time do Gaúcho diferente do que se via nos últimos anos, a promessa do presidente Gilmar Rosso de, no ano do centenário, investir no futebol, parece estar sendo cumprida. O Gaúcho, time da segunda divisão, que ainda não está com todo seu plantel formado dominou o time titular do Passo Fundo durante todo o primeiro tempo e venceu por dois a um. Sim, o Gaúcho da Segundona parece ser melhor que o Passo Fundo do Acesso. O gol de empate do tricolor só saiu no final do jogo quando os dois treinadores já tinham mexido bastante nos times.

Organização e toque de bola parecem ser o diferencial dessa equipe comandado por Gelson Conte. Em duas semanas começa a competição e pelo que o Gaúcho mostrou vai estar na briga pelo acesso.

Grêmio

Depois da vitória sobre o Cruzeiro no Mineirão pela primeira rodada do Brasileirão eu vi muitos gremistas dizendo que esse é o melhor Grêmio que viram jogar, pensei um pouco e acho que eles têm razão. A comparação é feita com o Grêmio de Felipão que conquistou a América e o Brasil em 1995 e 1996, aquele foi um grande time, sólido, brigador, valente e vitorioso. Porém, a diferença para o de Renato é a qualidade técnica, aquele time não tinha o passe tão refinado como o Grêmio de hoje, mesmo sendo vitorioso aquele Grêmio não dominava seus adversários como hoje, isso dito pelo próprio Thiago Neves após o jogo de sábado. Então concordo, esse é o melhor Grêmio e isso faz com que o torcedor possa seguir sonhando e comemorando títulos.

*A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.


Leia Também Nomofobia (vício em celular) O retorno da alfaiataria no office look O valor da união Dos benefícios do tradicionalismo