Vacinação contra a gripe inicia nesta segunda-feira

Compartilhe
A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe começa hoje, segunda-feira, dia 23 de abril, e se estende até o dia 1º de junho. Junto a mobilização nacional, os municípios também acompanham o calendário para oferecer imunização à população. 

Em Passo Fundo, a campanha será realizada em 24 unidades de saúde com salas de vacinação para facilitar o acesso da comunidade. A meta é vacinar 90% dos grupos prioritários elegíveis pelo Ministério da Saúde.

Quem deve procurar a vacina? 
- Pessoas com 60 anos ou mais de idade;
- Crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias);
- Gestantes;
- Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto);
- Trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas;
- Povos indígenas;
- Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
- População privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Onde achar a vacina?
A vacina está disponível em 24 locais. Segundo a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Passo Fundo é importante a população ir somente nos locais indicados, que são espaços adequados para o atendimento obedecendo os padrões previstos no Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação do Ministério da Saúde. O horário de atendimento das salas de vacinas é de segunda a sexta-feira. 
CAIS: 8h às 18h
ESF e Ambulatórios: 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

Neste ano há uma mudança na distribuição logística da vacina contra influenza. A Central de Vacinas não disponibilizará a vacina. O motivo é devido ao fluxo intenso e pelo espaço ser considerado fundamental no atendimento ao recém-nascido, além da prestar serviços específicos. Os grupos prioritários residentes do Centro devem buscar as unidades mais próximas como o Ambulatório de Especialidades, o CAIS Petrópolis, o CAIS Luiza e a UBS Adirbal Corralo.

UNIDADE/ENDEREÇO
CAIS Boqueirão
Coronel Pitinga, 11 – Edmundo Trein 
CAIS Hípica
Travessa Osvaldo Motta Fortes, 30 – Hípica
CAIS Petrópolis
Avenida Brasil, 1580 – Petrópolis
CAIS São Cristóvão
Scarpelini Ghezzi, 55 – Lucas Araújo
CAIS Luiza
Gervásio Annes, 303 – Luiza
ESFAdolfo Groth
Israel Bona, 78 – Morada do Sol
ESF Caic
Dalila,160 – Cohab II
ESF Adriana Lírio
Alferes Rodrigues, 90 – Operária
ESF Mattos
Felipe Moliterno, s/n – Mattos
ESF Nenê Graeff
Amilton Portes da Silva, 120 – Nenê Graeff
ESF Planaltina
Delmar Sitone, 385 – Planaltina
ESF Ricci
Camilo Ribeiro, 975 – Ricci
ESF Santa Marta/Donária
Palmares, 434 – Donária
ESF Valinhos
Niterói, 150 – Valinhos
ESF São Cristóvão
João Pessoa, 364 – São Cristóvão
ESF Zácchia
Argemiro Ferreira, 90 – José Alexandre Zachia 
ESF Jerônimo Coelho
Alfredo do Amaral, 130 – Jerônimo Coelho 
UBS Jardim América
Ernesto Bertoldo, s/n – Jardim América
UBS Ivo Ferreira
Brigada Militar, 740 – Bom Jesus
UBS Adirbal Corralo
Uruguaiana, s/n – Fátima
UBS Vila Nova/ Santa Maria
Aspirante Jenner, s/n – Santa Maria
Ambulatório Especialidades
Comandante Kraemer, 12 – Centro
Ambulatório São José
Avenida Luis de Camões, 217 – São José
Ambulatório São Luiz Gonzaga
Caravel, 535 – São Luiz Gonzaga

Programa Vacinação em Casa
Criado pela Prefeitura de Passo Fundo para levar a vacina contra o vírus da gripe até a residência de pessoas com 60 anos ou mais de idade, e que tenham dificuldades de locomoção, o Programa Vacinação em Casa iniciará junto com a campanha de vacinação.

O atendimento domiciliar da equipe do programa poderá ser solicitado a partir do dia 23 de abril pelo telefone (54) 3046-0153. O serviço estará disponível nos turnos da manhã e tarde.

O Programa Vacinação em Casa visa qualificar o atendimento de saúde aos idosos e prevenir o vírus da influenza (gripe). Destinado para pessoas com 60 anos ou mais de idade, sem condições de locomoção por diferentes motivos, a iniciativa é fundamental. A partir do programa, ainda é possível realizar a identificação e o cadastro da população idosa de Passo Fundo que sofre com algum grau de dependência de saúde. Com essas informações é possível proporcionar um atendimento humanitário para o grupo especial.


Leia Também Tchêquinho mobiliza Câmara em repúdio ao fechamento da emergência do HSVP HSVP fecha emergência para consultas HSVP promove atividades durante Outubro Rosa Surto de caxumba atinge Cruz Alta