Santa Maria tem surto de contaminação por toxoplasmose

Compartilhe
A Cidade de Santa Maria, na região Central do estado, vive uma situação de surto de toxoplasmose. Segundo os médicos, de janeiro deste ano até a última terça-feira, 900 casos apresentaram sintomas de síndrome febril nas redes pública e privada de saúde. A comprovação de que a causa era a toxoplasmose veio com o resultado dos 17 coletados em pacientes atendidos em Santa Maria na semana passada.
Dos 17 exames, 12 deram positivo para toxoplasmose, que é uma doença transmitida por um protozoário. A doença não mata, porém existe a preocupação com as gestantes, porque a doença pode passar para o bebê se não tratada.
Além disso, outro grupo são as crianças menores de 2 anos e pessoas com baixa imunidade. Conforme os médicos, a toxoplasmose é transmitida por um protozoário por via oral, por meio de ingestão de alimentos ou água. 

Confira mais informações direto de Santa Maria para o programa Panorama Geral, com a repórter Angélica Varaschini, da Rádio Imembuí (áudio).

Leia Também Janeiro Roxo: mais de 20 mil casos de hanseníase são diagnosticados por ano no Brasil Lei “Programa Doadores do Amanhã” incentiva futuros doadores de sangue" HSVP faz campanha de arrecadação de vidros para leite materno HSVP registra 3448 nascimentos no ano do centenário