Facebook para empresas: o que é engajamento e dicas de como consegui-lo

Postado por: Ionara Lermen

Compartilhe

Facebook para empresas: o que é engajamento e dicas de como consegui-lo

Com o Facebook na casa dos 2,7 bilhões de usuários no mundo, não é de se estranhar que as empresas busquem cada dia mais encontrar conteúdos atrativos e visem maneiras de chamar a atenção de tantos potenciais consumidores. A palavra Engajamento é dita por aí para referir-se a uma espécie de ação quase que mágica que gira em torno do universo de likes, mas será que seria apenas isso? No artigo de hoje vamos compreender exatamente o que significa ENGAJAMENTO tratando-se de Marketing para Redes Sociais para empresas e darmos algumas sugestões de tipos de conteúdos que podem promover ainda mais essa ação.

Ao contrário do senso comum, Engajamento não é apenas o número de curtidas em uma postagem ou a quantidade de compartilhamentos de um conteúdo. Fazem parte, porem é necessário pensar em Mensuração de Resultados. Nesse universo entram curtidos, comentários, compartilhamentos; cliques em links, visualizações de vídeos entre outras interações.

Mas qual o motivo do Engajamento ser tão importante? Simples, pois quanto maior for sua amplitude maior é a chance de reforçar o relacionamento entre a Marca e a sua Persona (Persona é a representação fictícia do cliente ideal de cada empresa, baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos seus clientes, assim como a criação de suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações. Não é sinônimo de público-alvo, é específica e com desenho biográfico bem mais detalhado).

Engajamento traduz-se ainda em interação, envolvimento, relacionamento com a marca. Brian Haven, analista do Instituto Forrester Research dos Estados Unidos aponta que o engajamento tem a função de “medir sentimentos”, com quatro indicadores:

1. Envolvimento – pode ser mensurado através das métricas comuns, como o número de visitas ao site ou post, tempo gasto, tempo médio que um vídeo foi assistido, número de likes , tipos de reações (emojis)etc. 2.Interação – comentários, pedidos de informações e ações que caracterizam iniciativa do usuário em entrar em contato com a marca; 3.Intimidade – medidor que busca saber o afeto de uma pessoa por uma marca. Opinião, perspectiva, quais os sentimentos registrados em suas palavras dirigidas à empresa através do atendimento e das mídias sociais. Pode ser medido através de ferramentas de monitoramento, mas somente no caso dos clientes que interagem. É pouco preciso, mas fornece uma noção do que o consumidor sente; 4.Influência – probabilidade da pessoa fazer uma compra/conversão e influenciar o seu grupo de contatos/amigos a também fazer isso  (aqui entra também o compartilhamento da postagem).

Mas sabido isso, fica a indagação: O que de fato postar para que o Engajamento aconteça? Vamos a algumas pistas e breves sugestões baseadas em práticas e estatísticas que podem lhe auxiliar a dar “o pulo do gato”, ou melhor, “o pulo do engajamento” na sua página comercial.

1. Aposte em imagens. Boas. Fortes. Nítidas. Metafóricas. A máxima de que “uma imagem vale mais do que mil palavras” nunca foi tão real.

2. Faça uso de citações. Livros, filmes, dizeres de autores e celebridades. Frases inteligentes e de impacto.

3. Conte histórias reais. Aquelas fotos da equipe trabalhando, se capacitando ou se divertindo. Detalhes cotidianos da empresa. As imagens da vista da janela, da reforma da fachada, do chimarrão da tarde, são ótimas deixas para ganhar proximidade.

4. Convide para interação. Pergunte opiniões. Questione. Emita pareceres e peça para que o usuário interaja nos comentários.

5. Organize “sorteios” e promoções. Se feitos na medida e dentro das regras da plataforma são um dos tipos de conteúdo dos mais engajadores.

6. Cogite Memes. Aquelas imagens nem sempre esteticamente belas, com frases voltadas ao humor que se popularizam rapidamente. Se humor cabe ao seu tipo de negócio, moderadamente, use.

7. Invista em Vídeos. Eis aí o queridinho que veio para ficar. Vêm de encontro à falta de tempo do usuário que prefere ouvir em detrimento de ler e o faz capaz de extrair muito mais informações subjetivas do produto ou serviço. Fortemente indicado para profissionais liberais, especialmente em formato de dicas. De meu ponto de vista profissional, um dos maiores aliados do Marketing Digital e influenciadores na decisão de compra.

*A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.

Leia Também Acende-se o fogo da tradição Onde estava a Bíblia? Transtorno de Personalidade Borderline Crescimento, emprego e custos de vida: o governo não entregou o que prometeu