Santa Maria registra mais de cinquenta casos de toxoplasmose

Compartilhe

A Prefeitura de Santa Maria, na região Central, confirmou, na noite desta terça-feira, que mais 30 pessoas tiveram confirmado quadro de Toxoplasmose, chegando a um total de 51 em 2018. A cidade vive um surto da doença, o que exige atenção redobrada das autoridades e da população.

Foram feitas 193 notificações de casos suspeitos e, desse total, 90 amostras foram coletadas, com oito dos 51 casos confirmados envolvendo gestantes. Outros nove deram negativo e 30 amostras seguem aguardando resultado. De acordo com o Boletim de Investigação Epidemiológica, os casos foram registrados em 18 bairros da cidade.

Nesta terça, o prefeito Jorge Pozzobom se reuniu, à tarde, com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, e com o secretário de Saúde, Francisco de Assis Figueiredo. Em Brasília, Pozzobom solicitou auxílio para reforçar o estoque de medicamentos na cidade. A União se comprometeu a enviar remédios a Santa Maria. Além disso,  uma equipe do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (EpiSUS) vai auxiliar nas buscas pela origem e pela forma de contaminação da doença.

Também hoje, o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) finalizou a coleta de oito amostras de água da Corsan distribuída no município. As amostras serão enviadas ao Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen/RS) e, posteriormente, ao Laboratório de Saúde Pública e Zoonoses da Universidade Estadual de Londrina, no Paraná – o único do País que analisa o DNA do protozoário causador da toxoplasmose.


Fonte: Laura Gross e Camila Diesel/Rádio Guaíba

Leia Também Janeiro Roxo: mais de 20 mil casos de hanseníase são diagnosticados por ano no Brasil Lei “Programa Doadores do Amanhã” incentiva futuros doadores de sangue" HSVP faz campanha de arrecadação de vidros para leite materno HSVP registra 3448 nascimentos no ano do centenário