Professor da IMED é selecionado para congresso internacional

Compartilhe

 

Um feito inédito será protagonizado pelo professor do Programa de Mestrado em Psicologia da Faculdade Meridional (IMED), Jean Von Hohendorff: participar como único selecionado da América do Sul de um programa de jovens pesquisadores que faz parte de um congresso mundial que reúne professores e pesquisadores engajados no estudo científico da agressão e da violência. O congresso ocorrerá entre os dias 10 e 14 de julho, na França.

De acordo com Hohendorf, o evento é realizado pela Sociedade Internacional de Pesquisa sobre Agressão (ISRA, sigla em inglês), uma sociedade profissional de estudiosos e pesquisadores envolvidos no estudo científico da agressão e da violência. A Sociedade é interdisciplinar e internacional, com reuniões bienais que se alternam entre a América do Norte e a Europa e, mais recentemente, a Austrália. Os membros vêm de várias dezenas de países com disciplinas como antropologia, genética do comportamento, criminologia, educação, etologia e comportamento animal, neurociência, ciência política, psiquiatria, psicologia e sociologia. “No dia anterior e durante o congresso, ocorre o programa de jovens pesquisadores, para o qual o interessado envia o material de seleção: uma carta com a descrição de como a participação no programa agregaria na carreira, um resumo de trabalho científico e o currículo. Este material é analisado pela comissão. Fiz minha inscrição pela primeira vez este ano e fui selecionado. Esta não é somente uma conquista minha, é uma conquista do mestrado em Psicologia da IMED, que possibilita que seus professores se dediquem à pesquisa científica”, indica Hohendorff.

 

Programa Jovens Investigadores

A ISRA iniciou seu Programa Young Investigator em 2008, em Budapeste, para incentivar e auxiliar jovens acadêmicos que estão nos estágios iniciais de sua carreira de pesquisa em agressão. A ISRA incentiva estudantes de pós-graduação, bolsistas de pós-doutorado e docentes juniores dentro de 3 anos de pós-graduação a se candidatarem ao programa. As instruções de aplicação são postadas antes da Reunião Mundial, geralmente no final do outono.

 “É uma oportunidade ímpar, pois estaremos em contato com experts mundiais debatendo como melhorar o meu trabalho, minha pesquisa e o que há de mais atual no assunto. Minha pesquisa aborda as experiências de meninos vítimas de violência sexual”, declara Hohendorff.

 

Outro evento

Antes de embarcar para a França, Hohendorff irá participar de outro evento internacional, nos Estados Unidos da América, entre os dias 18 e 20 de maio, na Virginia. Uma mesa redonda irá debater Serviços de Saúde Médica e Mental para Sobreviventes de Tráfico de Crianças: Barreiras ao Acesso. Esta mesa redonda visa discutir resultados de uma pesquisa global do Centro Internacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (ICMEC, sigla em inglês) com o objetivo de melhorar o acesso de crianças sobreviventes de tráfico infantil aos serviços de saúde médica e mental.

Com base nos resultados de uma revisão da literatura global e entrevistas com acadêmicos, prestadores de serviços e profissionais de saúde que trabalham em países em todo o mundo, os participantes da mesa redonda debaterão barreiras comuns para o acesso a cuidados de saúde médica e mental por sobreviventes de tráfico de crianças. Pretende-se conhecer os desafios relacionados à qualidade, disponibilidade, acessibilidade, aceitabilidade e acomodação dos serviços de atendimento.

Durante a mesa redonda, os participantes discutirão estratégias para superar as barreiras para o acesso de sobreviventes a cuidados de saúde médica e mental. As ideias desenvolvidas ao longo da mesa redonda serão usadas para a produção de uma diretriz abrangente acerca dos atendimentos disponibilizados às crianças vítimas de tráfico infantil. Hohendorff destaca que essa é uma importante oportunidade de conhecer novos pesquisadores, fazer parcerias para pesquisas futuras e contribuir para que o conhecimento científico seja traduzido em melhorias para a sociedade.

 

Jean Von Hohendorff (Brasil)

Jean Von Hohendorff é um jovem pesquisador e professor do Programa de Mestrado em Psicologia da Faculdade Meridional (IMED) no Brasil. Obteve seu diploma de graduação em psicologia nas Faculdades Integradas de Taquara (FACCAT) em 2009 e seu mestrado (2012) e doutorado (2016) em psicologia pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Durante seu doutorado, ele realizou seu doutorado sanduíche na faculdade de Serviço Social da Universidade do Alabama. Jean completou estágio de pós-doutorado em 2017. Sua pesquisa aborda as experiências de crianças e adolescentes vítimas de violência sexual com os principais objetivos de identificar a dinâmica da violência sexual contra crianças e adolescentes (ou seja, padrões de ocorrência); e analisar a atuação das redes de proteção e de atendimento às crianças vítimas de violência.

 

Foto: Francine Tiecher/IMED

Leia Também Aberto oficialmente o XVI Festival Internacional de Folclore Inicia o Festival Internacional de Folclore em Passo Fundo Coralistas adultos ensaiam para a Cantata Natalina Mesa redonda debate patrimônio arquitetônico do município