Maio Amarelo: seminário projeta um trânsito mais seguro

Compartilhe


O seminário “Nós somos o trânsito”, uma das atividades dentro da programação do Movimento Maio Amarelo, que surgiu como sinal de alerta para a violência no trânsito, aconteceu nessa segunda-feira (7) no Centro de Eventos do campus I da Universidade de Passo Fundo (UPF). Promover a cultura do trânsito seguro, alertar para os perigos dos deslocamentos diários e discutir políticas públicas de trânsito, mobilidade urbana e segurança foram alguns dos objetivos do encontro. 

Para o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, o trânsito se transformou em uma pauta central nos últimos anos. “Compreendemos a necessidade de as pessoas terem seus próprios veículos, mas, ao mesmo tempo, não temos conscientização e educação referente ao trânsito. Isso se resolve com educação para o trânsito e com uma atitude individual de responsabilidade para termos um trânsito mais civilizado e humanizado”, destacou Luciano, que também homenageou a equipe de agentes de trânsito da cidade pela qualidade dos serviços prestados. 

Representando a Assembleia Legislativa, o deputado Gilberto Capoani ressaltou algumas questões do trânsito da região, como o trabalho da comissão especial pelas obras da BR 285, além da iniciativa do seminário. “Que bom participar de um evento sobre conscientização do trânsito. Trago o apoio do parlamento gaúcho para iniciativas como essa. Queremos um trânsito mais saudável e com menos acidentes”. 

Também esteve presente a representante do Detran RS, Ana Jodelis, que frisou a parceria de longa data com Passo Fundo para promover um trânsito mais seguro. O primeiro foi sobre o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), ministrado pelo ex-deputado federal Beto Albuquerque, autor da lei que instituiu Pnatrans, e pelo presidente do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), Luiz Noé. A mediação foi do chefe da 8ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, Rodrigo Calegari. 

O segundo painel, Maio Amarelo: nós somos o trânsito, contou com o professor da UPF e coordenador do Programa UniverCidade Educadora, Márcio Taschetto, e do representante estadual do Movimento Maio Amarelo, Fabio Mello. A mediação foi do representante do Núcleo de Educação para o Trânsito. Emerson Drebes. 

A programação da tarde seguiu com o painel Qual o futuro da segurança do trânsito em Passo Fundo, tendo como palestrante o criador do Programa Volvo de Segurança no Trânsito, João Pedro Correa. O último painel, Projetos de Educação para o Trânsito – experiências dos municípios, trouxe a coordenação de Educação para Mobilidade (Cem) da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), de Porto Alegre, a comissão Permanente de Educação no Trânsito (Copet) de Erechim, a Balada Segura do Detran RS e o Núcleo de Educação para o Trânsito de Passo Fundo. 

O seminário “Nós somos o trânsito” foi realizado pela Prefeitura de Passo Fundo, através do Núcleo de Educação para o Trânsito da Secretaria de Segurança Pública, em parceria com Fante Corretora de Seguros, além dos apoiadores: Universidade de Passo Fundo (UPF), CFC Autotec, Coleurb, Disfonte, Silva Despachante, Focalle, Equilibrium, CVI e Gráfica Bom Pastor. 


Foto: Cristian Queiroz (Rádio Planalto)

Leia Também ANTI-FAKE: Havan não trocou Passo Fundo por Erechim Diretoria da Leão XIII fala sobre os compromissos da nova gestão Assembleia do Corede Produção define projetos da Consulta Popular 2018/2019 Inscrições para Passe Livre Estudantil vão até 25 de maio