Compartilhando boas experiências

Compartilhe

Olá amigos!

Com grande alegria recebi o convite do professor da IMED Neuro Zambam para fazer uma palestra no mês passado, na cidade de Paciano, na Itália e é sobre essa experiência que compartilho com vocês. 

Seguindo a orientação do professor italiano Jicopo Paffarini e do professor Marcio Staffen, o objetivo da palestra foi apresentar dados da agricultura familiar de Marau e falar sobre alguns projetos desenvolvidos na minha gestão como prefeito 2013/2016. A oportunidade foi possível através da parceria que a IMED tem com a Università Degli Studi di Perugia.

Sempre preocupada em oferecer aos seus alunos e corpo docente qualificação permanente a IMED, com essa parceria, abriu uma oportunidade ímpar de troca de experiências culturais e acadêmicas entre os países. Além das atividades em Perugia, a comitiva de alunos, juntamente com os professores Henrique Kujava, Neuro Zambam e Marcio Staffen, participou de seminário realizado na cidade de Cracóvia, na Polônia.

Não acompanhei a comitiva nesta etapa, pois já tinha compromissos na cidade de Isola Vicentina, localizada na região do Veneto, com a qual Marau tem um acordo de Gemellaggio.

Para quem não conhece, Gemellaggio é um acordo selado entre cidades de nações diferentes, mas que possuem, em suas histórias ou origens, pontos comuns que se identificam. Traduzindo, seria “Cidades-Irmãs”. O acordo entre Marau e Isola Vicentina foi assinado em 2013, quando estava como prefeito. Também fez parte do convite, compartilhar com o prefeito da cidade de Paciano Ricardo Bardelli e a vice-prefeita Cinzia Marchesini, ações que pudemos realizar em Marau, a partir do Gemellaggio. Entre eles, o 1° Intercâmbio com os alunos da Rede Municipal e a assinatura do pacto com Mühlhausen, na Alemanha, firmado em 2016. 

Na palestra em Paciano, pude compartilhar o vigor da nossa agricultura familiar, da nossa tradição gaúcha, através das nossas entidades tradicionalistas, nosso potencial turístico, com a Rota das Salamarias e o Caminho das Águas e Sabores. Pude compartilhar também, o resultado positivo da adesão ao SISBI-POA– Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal, feita em 2014. Para isso apresentei como exemplo o Frigorífico Rodeio, que foi a primeira empresa a receber o selo em Marau e só vem crescendo, com a oportunidade de comercializar seus produtos no território nacional.

Enfim, decidi hoje escrever sobre essa experiência. Pois, ter podido ser porta-voz em outro continente, de tanto trabalho realizado na nossa terra, foi muito gratificante. Não vou citar nomes, seguramente me esqueceria injustamente de alguém. Porém, quero agradecer a todos aqueles que fizeram parte dessa jornada. Vivências assim só fortalecem a vontade de seguir trabalhando por nossa terra, por nossa gente.

*A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo salienta que o texto reflete a opinião de seu autor.

 

Leia Também O cão, o trigo e o Fusca Não incide IOF sobre fluxo financeiro em participação em sociedade “Enviados para testemunhar o Evangelho da paz” Solução para o atraso