Temer diz que quer retomar PEC da Previdência após eleição

Compartilhe

O presidente Michel Temer anunciou que, depois das eleições, pretende convidar seu sucessor para, juntos, tentarem aprovar a reforma da Previdência ainda neste ano e, portanto, antes do início do futuro governo, destaca o jornal O Estado de S. Paulo. Temer se diz convencido de que, seja quem for o presidente, terá de aprovar a reforma e o melhor será se puder já assumir sem esse peso e essa responsabilidade nas costas. “Estou disposto a fazer um acordo com o futuro presidente, porque ainda dá tempo de aprovar a reforma da Previdência neste ano, em outubro, novembro e dezembro”, disse Temer em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, nesta sexta, no Palácio do Planalto, em que desfiou dados para comemorar os dois anos que seu governo completa neste sábado, 12. As informações são da Agência Estado (AE).

Ao falar em “sucessor”, ele pode ter descartado a própria candidatura à reeleição, por ato falho ou não. A intenção do presidente é dar continuidade ao próprio projeto de reforma da Previdência que o seu governo apresentou e está em tramitação no Congresso, mas, na sua opinião, foi solapado pelas duas denúncias apresentadas contra ele pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.


Fonte: Rádio Guaíba/Estadão

Leia Também Mais de 80% da captação de leite do RS está comprometida Cerca de 10% das rodovias no RS têm manifestações de caminhoneiros Justiça determina multa para quem fizer bloqueio de rodovias no RS Famurs: 75% das cidades gaúchas vão suspender serviços que demandem combustível na sexta