Novo aliado garante segurança nas operações com boletos bancários

Compartilhe

 

Uma nova ferramenta com tecnologia inovadora e revolucionária, única no país, foi lançada em Passo Fundo, no norte do Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira (16). O Boleto Protegido deverá garantir a segurança nas operações com boletos bancários, responsáveis por grande parte das principais transações comerciais do Brasil. Estima-se que sejam emitidos, anualmente, cerca de quatro bilhões de boletos em todo o país, ou seja, 17 vezes a população brasileira, o que comprova a sua importância para os negócios e para a economia e a dificuldade do controle da autenticidade dos mesmos.

Um dos sócios da plataforma, o administrador e consultor empresarial Flávio Paim, contou que conceitualmente, o Boleto Protegido é uma fintech de tecnologia disruptiva, concebida para proporcionar ao mercado segurança e transparência nas operações com boletos bancários. O termo fintech é utilizado para definir negócios, ideias e serviços que se utilizam da tecnologia para resolver problemas financeiros; e, disruptiva é basicamente, a inovação que vem para transformar o mercado, “romper” com o estabelecido. A ideia, segundo ele, foi desenvolvida a partir do número crescente de fraudes em boletos bancários, um problema muito sério, que afeta o cotidiano das pessoas e empresas. “Essas fraudes geram inúmeros prejuízos e transtornos para a economia brasileira e crescem ano após ano. De acordo com dados oficiais da Febraban, este tipo de fraude somou R$ 383 milhões em 2016, porém, informações extraoficiais dão conta que o volume é ainda maior. Nós queremos oferecer a certeza de que aquele boleto que o consumidor está prestes a pagar é autêntico e que tanto o consumidor quanto o empresário não sejam lesados”, ressaltou.

 

Como funciona

O empresário Marcio Meneguzzi, também um dos sócios, explicou que a tecnologia inovadora e revolucionária, realiza a autenticação dos boletos através do CNAB e do Certificado Digital (E-CNPJ/E-CPF) do emitente e, o consumidor, ao receber um boleto por e-mail ou pela caixa de correio, consulta na plataforma segura e confiável a autenticidade e veracidade do mesmo. “O Boleto Protegido funciona como um portal de internet e não há a necessidade de instalar nenhum software ou equipamento. É uma forma simples, prática, segura e rápida sem complicar o processo de quem emite boletos e de quem deseja consultar os mesmos”, disse.

A empresária, Fabiana Venzon, também sócia da Boleto Protegido, completou que qualquer empresa que utilize o Certificado Digital para emissão dos boletos e opere um dos bancos compatíveis com a tecnologia, poderá se beneficiar da plataforma. Atualmente, a tecnologia está disponível para os principais bancos brasileiros. Entretanto, ela advertiu que para o boleto ser localizado é necessário que a empresa cedente o cadastre no portal, assim, caso ao realizar a consulta o consumidor não consiga identificar o mesmo, ele pode solicitar ao seu emissor que passe a utilizar este serviço, a fim de garantir a transparência e segurança nas operações.

A tecnologia já está disponível. Interessados devem procurar mais informações no endereço: www.boletoprotegido.com.br.

 

Fotos Daniela de Oliveira

Leia Também Confira o que abre e fecha no feriado de 20 de setembro Vereadores querem cumprimento da lei do uso de sacolas biodegradáveis Desfile Farroupilha: alterações de trânsito no dia 20 de setembro Confira a programação da Semana da Juventude