Blitz Educativa: nós somos o trânsito

Compartilhe

O número de mortes e feridos demonstra dados alarmantes sobre o trânsito das cidades. Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a prevenção e cuidado com o trânsito que nasceu o movimento Maio Amarelo. Nesta quarta-feira, 16 de maio, o Fórum de Mobilidade e Educação, promovido pelo Programa UniverCidade Educadora, vinculado à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Universidade de Passo Fundo (VREAC/UPF), promoveu uma ação denominada “Blitz Educativa: nós somos o trânsito”. A iniciativa envolveu os alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Jerônimo Coelho, no bairro São Cristóvão. 

A atividade foi desenvolvida em parceria com as entidades que integram o Fórum como UPF, Agenda 21, CFC Autotec, CFC Planalto, Guarda Municipal de Trânsito, Coleurb, Sest/Senat, entre outras instituições. “O Fórum de Mobilidade e Educação, por meio de seus parceiros, vem desenvolvendo ações durante o Maio Amarelo com uma agenda coletiva. Por isso, promovemos iniciativas para que consigamos fazer com que a sociedade participe mais e tenha essa preocupação com a segurança no trânsito”, frisa uma das coordenadoras do programa UniverCidade Educadora, Daniela Santos. 

Três turmas da Escola Jerônimo Coelho participaram das atividades, recebendo orientações da Guarda Municipal de Trânsito, Polícia Rodoviária Federal e de representantes da empresa Coleurb. “O trânsito está muito perigoso, essa atividade é importante porque sempre vamos aprender coisas novas”, disse o professor Ademir Rodighero. 

Sinalização, atitudes preventivas de motoristas e pedestres contribuem para a prevenção de acidentes. “Essa atividade faz a gente aprender mais sobre a segurança no trânsito, aprendendo a respeitar as placas e sinais”, observa o aluno do 8º ano, Gustavo da Silva. 

Combate a imprudência no trânsito 

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial, já que milhares de pessoas perdem a vida no trânsito em todo o mundo. Foi criado um pacto para a diminuição dos acidentes, tendo a meta de redução de até 50% os acidentes de trânsito até o ano de 2020. Diante disso, foram criados diversos movimentos buscando maior conscientização da população para um trânsito seguro. “Nos acidentes, mais 90% são causados pela imprudência dos condutores, por isso a importância de sensibilização dessas crianças, para que cobrem seus próprios pais uma condução segura e também para que no futuro tenhamos motoristas mais conscientes”, aponta o chefe do posto da PRF Passo Fundo, Leonel Cristani. 

Segundo a chefe do Núcleo de Educação para o Trânsito da Prefeitura de Passo Fundo, Raquel Rubio, é preciso mudar a cultura da sociedade com relação ao trânsito, promovendo a sensibilização de todos. “Infelizmente nós temos a cultura do jeitinho brasileiro. A educação para o trânsito é importante para que possamos ter uma cultura de paz, pensando sempre no coletivo, onde o meu direito vai até aonde começa o do outro”, destaca.


Foto: Jéssica França

Leia Também Aberto oficialmente o XVI Festival Internacional de Folclore Inicia o Festival Internacional de Folclore em Passo Fundo Coralistas adultos ensaiam para a Cantata Natalina Mesa redonda debate patrimônio arquitetônico do município