Eleições 2018: PT e PDT querem apoio do PSB em nível nacional

Compartilhe




Depois que o PT decidiu manter a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a legenda abriu as negociações para fechar alianças nos estados que fortalecem o palanque da disputa presidencial, mas também que garantam a eleição ou reeleição de governadores petistas. Com a desistência do ex-ministro Joaquim Barbosa de se lançar candidato, o PSB passou a ser o partido mais cobiçado. Para o PDT, do pré-candidato Ciro Gomes, a prioridade é uma aliança nacional com o PSB e, enquanto isso PT e PSB começaram a conversar sobre as coligações estaduais. A ofensiva do PDT levou o PT a agilizar as conversas na tentativa de sair à frente nas alianças e atrair o PSB no maior número de estados possíveis. A expressão barrar o avanço do PDT foi usada entre petistas.

esta semana, em encontro com o presidente do PSB, Carlos Siqueira, o PT avisou que as pesquisas de intenção de votos dão gás para a manutenção do nome do ex-presidente Lula, que continua liderando qualquer cenário e, no 2º turno, sai vencedor com candidatos de centro e de direita na disputa. A costura é complicada e, em alguns lugares, poderá haver dois palanques de candidatos presidenciais. No encontro, participaram a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR) e o deputado Paulo Teixeira (SP), do núcleo eleitoral da legenda. Em pelo menos, 10 estados os dois partidos poderão estar juntos, como é o caso do Ceará, pela reeleição de Camilo Santana (PT). Lá, o PDT também integrará a chapa e poderá haver um palanque para Ciro e outro para o candidato petista. 

No Nordeste, onde o ex-presidente Lula tem alto índice de intenção de votos cerca de 50%, o PT vê com cautela o avanço de Ciro Gomes. Sem Lula na disputa, ele, que já foi governador do Ceará, tem grandes chances de aumentar sua popularidade, e sua intenção de votos sai da casa dos 6% para 16%, de acordo com a última pesquisa do Instituto DataFolha. 


Fonte: Jornal do Brasil

Leia Também Energia Solar ganha espaço no Brasil Situação das estradas do interior em discussão na Câmara de Passo Fundo Começa pagamento de abono salarial para nascidos em janeiro e fevereiro Animais peçonhentos: atenção redobrada no verão