Saúde em Debate: a importância de lavar as mãos

Compartilhe

Durante o quadro Saúde em Debate desta quarta-feira (23), Cristian Queiroz conversou com a enfermeira Dionara Schitling e a farmacêutica Lidiane Riva Pagnussat sobre a importância no ato de lavar as mãos na prevenção de diversas doenças e infecções.

As profissionais falaram sobre o hábito da utilização do álcool gel, que deve ser frequentemente utilizado para a descontaminação das mãos, evitando trazer risco para si e para outra pessoa.

O mês de maio é dedicado ao Controle de Infecção Hospitalar, sendo 05 de maio, Dia Internacional da Lavagem de Mãos e 15 de maio, Dia Nacional do Controle de Infecção Hospitalar. Dentro destas datas, o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, através do SCIH da matriz e do Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (SCIRAS) da Unidade II promoveu atividades para alertar a população.

A equipe distribuiu álcool gel nos setores e evidenciou os cinco momentos para a higienização das mãos, que são; antes do contato com o paciente, antes da realização de procedimento asséptico, após risco de exposição a fluídos corporais, após o contato com o paciente e após contato com áreas próximas ao paciente. 

Mas não só os profissionais devem ter o hábito de lavar as mãos, todos precisam ter esse cuidado. As mãos tocam em tudo e com isso podem transmitir vários tipos de infecções como diarreias, feridas operatórias, infecções respiratórias, entre outros. A lavagem das mãos é uma questão de educação que deve ser cultivada desde a infância, para prevenir problemas de saúde. O álcool gel também pode ajudar nessa questão, mas deve ser utilizado quando não há sujidade visível, do contrário, a lavagem com água e sabão é indicada. 

Para evitar a transmissão de doenças, as mãos devem sempre ser lavadas nas seguintes situações:

- Antes e depois de preparar comidas.

- Antes de começar a comer.

- Antes de tratar qualquer ferida ou machucado.

- Antes e depois de entrar em contato com qualquer pessoa doente.

- Depois de usar o banheiro.

- Depois de trocar fraldas ou limpar alguma criança que tenha ido ao banheiro.

- Depois de assoar o nariz, tossir, espirrar ou ter contato com qualquer tipo de secreção corporal.

- Depois de apertar as mãos de outra pessoa.

- Depois de entrar em contato com animais.

- Depois de manusear lixo.

- Toda a vez que a mão estiver nitidamente com alguma sujeira.

*com informações HSVP / Portal Saúde

Leia Também Janeiro Roxo: mais de 20 mil casos de hanseníase são diagnosticados por ano no Brasil Lei “Programa Doadores do Amanhã” incentiva futuros doadores de sangue" HSVP faz campanha de arrecadação de vidros para leite materno HSVP registra 3448 nascimentos no ano do centenário