Saúde em Debate: a importância de lavar as mãos

Compartilhe

Durante o quadro Saúde em Debate desta quarta-feira (23), Cristian Queiroz conversou com a enfermeira Dionara Schitling e a farmacêutica Lidiane Riva Pagnussat sobre a importância no ato de lavar as mãos na prevenção de diversas doenças e infecções.

As profissionais falaram sobre o hábito da utilização do álcool gel, que deve ser frequentemente utilizado para a descontaminação das mãos, evitando trazer risco para si e para outra pessoa.

O mês de maio é dedicado ao Controle de Infecção Hospitalar, sendo 05 de maio, Dia Internacional da Lavagem de Mãos e 15 de maio, Dia Nacional do Controle de Infecção Hospitalar. Dentro destas datas, o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, através do SCIH da matriz e do Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (SCIRAS) da Unidade II promoveu atividades para alertar a população.

A equipe distribuiu álcool gel nos setores e evidenciou os cinco momentos para a higienização das mãos, que são; antes do contato com o paciente, antes da realização de procedimento asséptico, após risco de exposição a fluídos corporais, após o contato com o paciente e após contato com áreas próximas ao paciente. 

Mas não só os profissionais devem ter o hábito de lavar as mãos, todos precisam ter esse cuidado. As mãos tocam em tudo e com isso podem transmitir vários tipos de infecções como diarreias, feridas operatórias, infecções respiratórias, entre outros. A lavagem das mãos é uma questão de educação que deve ser cultivada desde a infância, para prevenir problemas de saúde. O álcool gel também pode ajudar nessa questão, mas deve ser utilizado quando não há sujidade visível, do contrário, a lavagem com água e sabão é indicada. 

Para evitar a transmissão de doenças, as mãos devem sempre ser lavadas nas seguintes situações:

- Antes e depois de preparar comidas.

- Antes de começar a comer.

- Antes de tratar qualquer ferida ou machucado.

- Antes e depois de entrar em contato com qualquer pessoa doente.

- Depois de usar o banheiro.

- Depois de trocar fraldas ou limpar alguma criança que tenha ido ao banheiro.

- Depois de assoar o nariz, tossir, espirrar ou ter contato com qualquer tipo de secreção corporal.

- Depois de apertar as mãos de outra pessoa.

- Depois de entrar em contato com animais.

- Depois de manusear lixo.

- Toda a vez que a mão estiver nitidamente com alguma sujeira.

*com informações HSVP / Portal Saúde

Leia Também HSVP realiza pesquisa para pacientes com Diabetes tipo 2 Técnicos do Ministério da Saúde tentam identificar origem do surto de toxoplasmose em Santa Maria Funcionários do HSVP arrecadam donativos para vítimas dos temporais Dia Mundial do Doador: faça da doação de sangue um hábito!