Propriedades nutricionais do pinhão

Postado por: Jureci Machado

Compartilhe

Com o frio batendo à porta nada melhor do que um fogão a lenha, chimarrão e pinhão, típico das terras gaúchas é sinônimo de inverno Seja cozido, assado ou sapecado na chapa, farofa ou como constituinte de receitas é sempre um motivo para unir e alegrar os gaúchos numa roda de chimarrão.

 A semente é rica em proteínas, carboidratos e minerais importantes como o potássio, o cálcio, o ferro e o zinco. As fibras nele contidas são aliadas do funcionamento saudável do intestino. Essa característica nutricional contribui para o controle do colesterol, auxiliando na eliminação dos sais biliares (substâncias produzidas por meio do colesterol e utilizadas na digestão das gorduras).

Contém potássio, nutriente importante do alimento, é conhecido como um vasodilatador melhorando na circulação sanguínea, reduzindo, dessa forma, a pressão arterial. Consequentemente, ambos os nutrientes ajudam a evitar doenças cardiovasculares.

Mas um elemento que chama a atenção é o tipo de carboidratos, no qual estimula a saciedade e estimula o equilíbrio intestinal, recuperando a flora bacteriana e melhorando o sistema imunológico.

 Mas os excessos também são prejudiciais, portanto a recomendação é ingerir 100 g por dia (10 unidades), o equivalente a 174 kcal.

Moderação e controle sempre para não chorar depois com a calça apertada.

Leia Também Transtorno de Personalidade Borderline Crescimento, emprego e custos de vida: o governo não entregou o que prometeu Derrota e ensinamentos na Série Prata Alimentos que tiram a fome