E se a escassez for de recursos naturais? A greve acabou e o momento é de reflexão!

Postado por: Manoela Cielo

Compartilhe

Iniciamos o mês de junho, mês em que acontecem muitas ações e atividades de conscientização ambiental em homenagem ao dia mundial do meio ambiente, que será dia 05. Infelizmente na maioria dos municípios essas ações não são planejadas para que a educação ambiental ocorra de forma contínua, fazendo parte somente do calendário de junho.

O reflexo disso pode ser observado através da falta de conhecimento da população frente à destinação do lixo, pois apesar de todo acesso à informação, ainda precisamos avançar muito para que o cidadão pratique ações que estejam vinculadas a melhoria ambiental social e econômica desse processo, bem como o desenvolvimento do sentimento de empatia pelo próximo, ao saber que muitas famílias têm a sua renda gerada pela venda de materiais recicláveis.

Vários são os temas que podemos debater para que melhorias ambientais ocorram. A greve dos caminhoneiros mostrou muito sobre o comportamento humano frente à escassez de determinado recurso. Filas para abastecer, gasolina sendo vendida em galões, desespero mostrando a fragilidade de todo um sistema que se resumiu em ações insustentáveis e pessoas querendo tirar vantagens. A água que é o combustível da vida também expira cuidados. Nossos rios diariamente nos alertam para o descaso com a poluição, contaminação... Vamos esperar pelo caos?! Já vimos um rio morrer, as consequências do desastre e a total impunidade.

A sustentabilidade deve urgentemente passar do discurso para a prática. É preciso sim investir em meio ambiente, em educação, nos profissionais que atuam frente aos órgãos ambientais, debater sobre o crescimento das cidades, plano diretor, conservação das florestas, da biodiversidade, dos recursos hídricos, áreas rurais, qualidade de vida, consumo consciente.

 A educação e a fiscalização ambiental se fazem mais que necessárias para que desenvolvimento e meio ambiente caminhem juntos, evitando um colapso ambiental. Que junho seja um mês de reflexão sobre a importância de investir em ações que priorizem melhorias ambientais, e a preservação dos recursos naturais para a presente e futuras gerações.

Leia Também Ministério da Saúde libera recursos para o Qualifar-SUS Alimentos ricos em Potássio Nossa Senhora da Conceição Advento: Esperar com esperança