Alimentação para Síndrome do Intestino Irritável

Postado por: Jureci Machado

Compartilhe

Síndrome do Intestino Irritável é um conjunto de sintomas que resultam de uma função anormal dos intestinos. É caracterizada por dor abdominal em cólicas, diarreia, e/ou constipação mas não por febre, sangramento ou anormalidades em exames laboratoriais. Os exames radiológicos e a colonoscopia não demonstrarão anormalidades.

As paredes dos intestinos são revestidas com músculos que se contraem e relaxam conforme o alimento ingerido vai passando do estômago em direção ao reto. Na síndrome do intestino irritável, as contrações podem ser mais fortes e podem durar mais tempo do que o normal, fazendo com surja alguns sintomas característicos da doença, como gases, flatulência e diarreia. Poder ser, ainda, que aconteça justamente o oposto, com contrações intestinais mais fracas que o normal, o que retarda a passagem de alimentos e leva a fezes mais endurecidas.

A dieta adequada é aconselhada para diminuir a inflamação intestinal causada por problemas como excesso de gases, má digestão, pois ela ajuda a reduzir os sintomas de dor abdominal, diarreia, gases e má absorção, e permite que o organismo inicie a reparação das células intestinais.

Esta dieta se baseia no consumo de alimentos com menor trabalho para serem digeridos, como vegetais cozidos e frutas sem casca, o que ajuda a acalmar e a regenerar a parede do intestino. Já alimentos que precisam de mais trabalho durante a digestão ou que estimulam uma maior produção de gases, como o leite ou feijão, devem ser evitados. Deve ser moderada a ingestão de leite e queijos assim como: carboidratos refinados como pão, biscoitos e massas.

A ingestão de água deve ser fracionada e aumentada seu volume.

 

Leia Também Precisamos ser competitivos Alimentação durante o tratamento da infecção urinária Estado falha e municípios pagam a conta da saúde O cão, o trigo e o Fusca