No depoimento a Bretas, Lula se diz ‘cansado de mentiras’

Compartilhe

Esta foi a primeira aparição de Lula após a prisão

Em depoimento ao juiz federal Marcelo Bretas nesta terça-feira (5), como testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral no inquérito que apura a suspeita de compra de votos para que o Brasil sediasse os Jogos Olímpicos de 2016, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou a acusação e afirmou que o seu compromisso "é com a verdade" e que está "cansado de mentiras". Lula também criticou o "momento de denuncismo" pelo qual passa o país.

No depoimento, Lula fez questão de usar uma gravata com as cores da bandeira brasileira e disse que o assessório foi utilizado por ele no dia em que foi feito o anúncio de que o Rio de Janeiro seria a sede da Olimpíada. "Essa gravata é das Olimpíadas. Eu a carrego até ela ficar desmontando aqui", afirmou. Em seu depoimento, Lula disse que "no Brasil, não tem nenhum brasileiro que quer mais a verdade do que eu".

Bretas, que havia advertido Lula que que não o depoimento não daria espaço para manifestações políticas, interrompeu o ex-presidente em duas ocasiões alegando que ele estava saindo do foco do depoimento. "Mas isso aqui não é um depoimento de sim ou não". Não houve trapaças na escolha do Rio", retrucou Lula. "Acho que alguém que fala que foi uma trapaça é porque não entende nada de nada e não viveu o que nós vivemos", completou.

*com informações de O Globo

Leia Também Beto Albuquerque será o candidato do PSB ao Senado Projeto altera serviço de vigilância armada em instituições financeiras Vereadores reivindicam em Brasília mais efetivo para Correios em Passo Fundo Estudada alteração no Plano Diretor de Passo Fundo