No depoimento a Bretas, Lula se diz ‘cansado de mentiras’

Compartilhe

Esta foi a primeira aparição de Lula após a prisão

Em depoimento ao juiz federal Marcelo Bretas nesta terça-feira (5), como testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral no inquérito que apura a suspeita de compra de votos para que o Brasil sediasse os Jogos Olímpicos de 2016, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou a acusação e afirmou que o seu compromisso "é com a verdade" e que está "cansado de mentiras". Lula também criticou o "momento de denuncismo" pelo qual passa o país.

No depoimento, Lula fez questão de usar uma gravata com as cores da bandeira brasileira e disse que o assessório foi utilizado por ele no dia em que foi feito o anúncio de que o Rio de Janeiro seria a sede da Olimpíada. "Essa gravata é das Olimpíadas. Eu a carrego até ela ficar desmontando aqui", afirmou. Em seu depoimento, Lula disse que "no Brasil, não tem nenhum brasileiro que quer mais a verdade do que eu".

Bretas, que havia advertido Lula que que não o depoimento não daria espaço para manifestações políticas, interrompeu o ex-presidente em duas ocasiões alegando que ele estava saindo do foco do depoimento. "Mas isso aqui não é um depoimento de sim ou não". Não houve trapaças na escolha do Rio", retrucou Lula. "Acho que alguém que fala que foi uma trapaça é porque não entende nada de nada e não viveu o que nós vivemos", completou.

*com informações de O Globo

Leia Também Campanha eleitoral: saiba o que é liberado ou não aos candidatos PGR pede impugnação de candidatura de Lula à Presidência Eleições 2018: TSE registra mais de 23 mil candidatos Vereador Tchequinho exalta ações de educação para o trânsito