Avenida Brasil retoma serviços de pavimentação na próxima semana

Compartilhe

A interrupção da produção de cimento asfáltico de petróleo (CAP) anunciada pela Petrobrás devido a problemas em duas unidades, que afetou a disponibilidade de asfalto para a Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), e a paralisação dos caminhoneiros fizeram com que o cronograma de trabalhos da Avenida Brasil fosse adaptado. A normalização acontece aos poucos e, a partir da próxima semana, a previsão é de que os serviços de pavimentação sejam retomados na obra. 

Segundo a Secretaria de Obras da Prefeitura de Passo Fundo, na próxima semana deve ser colocada a camada final do pavimento (concreto betuminoso usinado a quente – CBUQ) e início da calçada em basalto nos passeios, a drenagem continua em andamento. Nessa semana foi imprimada a base do asfalto e realizado serviços de drenagem e colocação de meio-fio. 

Ao todo, a obra terá quatro fases e várias etapas em cada uma delas. As etapas seguintes são: 2ª etapa – rua Dr. Verdi de Césaro até o trevo da BR 285; 3ª etapa – trevo da BR 285 até a rua Dr. Verdi de Césaro; e 4ª etapa – Dr. Verdi de Césaro até a avenida Rui Barbosa. O projeto geral prevê a revitalizada da principal avenida da cidade para recuperar e modernizar a infraestrutura de cerca de 5,5 quilômetros entre o trevo da BR 285 e a rua 20 de Setembro.

As obras são realizadas pela empresa Bolognesi Infraestrutura Ltda, vencedora da licitação realizada pela Prefeitura de Passo Fundo.

A obra
As obras estão divididas em três projetos: o primeiro abrange pavimentação, ciclovia, drenagem, acessibilidade e sinalização; o segundo compreende ampliação e substituição da rede de esgoto; e o terceiro inclui melhorias na rede de infraestrutura elétrica. O investimento total será de R$ 17 milhões, incluindo recursos da Prefeitura de Passo Fundo, financiamento do Programa de Aceleração do Crescimento  (PAC) e convênio com a Corsan.

Na parte de pavimentação serão utilizados quatro métodos diferentes, de acordo com a situação atual do pavimento, diagnosticada nos levantamentos técnicos. Em alguns locais, por exemplo, será necessário substituir todo o pavimento, já em outros, apenas a camada de asfalto. Nos pontos de parada de ônibus será executado pavimento em concreto para evitar deformações excessivas.

O caminhódromo e a ciclovia terão cerca de dois quilômetros de extensão, do trevo da BR 285 até a rua Rodrigues Alves, no bairro Petrópolis. Já os passeios públicos serão adequados às normas de acessibilidade em todos os trechos.

A rede de infraestrutura elétrica e lógica será implementada em toda a extensão da obra e servirá, futuramente, para receber por via subterrânea a iluminação dos canteiros centrais, a rede de fibra ótica para o sistema de videomonitoramento e a rede de lógica para implantação de sistemas de informatização das áreas públicas do município. Por último, a rede de drenagem será modernizada para evitar alagamentos.

As próximas fases
Obras da Avenida Brasil – 2ª fase | avenida Rui Barbosa – rua Rodrigues Alves
A 2ª fase abrange o trecho que vai da avenida Rui Barbosa até a rua Rodrigues Alves. Nesta fase, a cada duas ou três quadras a avenida deverá ser fechada totalmente. Os fluxos de desvios serão pelas ruas Morom e Paissandú.

Obras da Avenida Brasil – 3ª fase | rua Rodrigues Alves – Jacinto Vilanova
Fechando um ano de obra, de acordo com a previsão, a 3ª fase vai da rua Rodrigues Alves até a rua Jacinto Vilanova.

Obras da Avenida Brasil – 4ª fase
Esta fase será planejada posteriormente. O primeiro ano de obras será utilizado de modelo para organizar as intervenções que serão feitas na área central, onde há mais fluxo de trânsito com veículos e pedestres.

(Foto: João Henrique Pazuch)

Leia Também Parquímetros sofrem com ações de vândalos Aberto mais um semestre do Quiosque de Leitura Feira do Livro de 2018 acontecerá de 1º a 11 de novembro Tarifa de ônibus será de R$ 3,65 a partir desta segunda