Réu defendido pelo Sajur/UPF é inocentado em júri

Compartilhe


Acadêmicos do Serviço de Assistência Jurídica (Sajur), projeto de extensão da Faculdade de Direito da Universidade de Passo Fundo (FD/UPF), participaram na última quinta-feira, 14 de junho, de um júri real no Tribunal do Júri do Fórum de Passo Fundo. A equipe de Direito Penal do Sajur atuou em defesa de um dos réus. 

Essa foi a primeira vez que a equipe realizou esse tipo de defesa, prestando serviço à comunidade também no Tribunal do Júri. Conforme o professor da UPF e coordenador do Sajur de Passo Fundo, Roberto Gradin, um dos réus procurou o auxílio do Sajur. “Tínhamos como um dos projetos a realização de um júri real, analisamos a situação trazida para nós e começamos a trabalhar na defesa do réu desde o início do semestre.  Os alunos pegaram o processo e acompanharam passo a passo, até as oitivas de testemunhas”, explicou. 

Conforme o professor Gradin, o julgamento do crime de tentativa de homicídio iniciou as 9h e encerrou por volta das 20h30min. Dois réus foram condenados a 14 anos e 8 meses de prisão, sendo defendidos por advogados particulares. O terceiro réu, defendido pela equipe do Sajur foi absolvido por legítima defesa. “O único absolvido no processo foi defendido pela equipe do Sajur, que realizou uma defesa sustentável possibilitando a absolvição do cliente”, disse. 

Segundo Gradin, foi muito importante a participação dos acadêmicos da UPF, que são de diferentes níveis, mas que estão na fase final para conclusão da graduação e que puderam, mesmo antes de formados, atuar de forma efetiva com o auxílio dos professores. “Os cinco acadêmicos acompanharam o processo, então foi muito importante essa participação para formação deles”, disse. 

Créditos: Divulgação/UPF

Leia Também 1ª Semana Passo Fundo de Cinema acontece de 24 a 30 de setembro Invernada da Escola Bom Pastor visita a Rádio Planalto UPF lança movimento “Educar é a nossa ação” Vereadores fazem sessão no CTG União Campeira