Seleção brasileira foi o retrato da situação do país

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

O primeiro jogo da seleção brasileira, na Copa do Mundo da Rússia, não foi nada animador para a torcida. Incrível como da para comparar a apresentação da seleção ao atual momento pelo qual o país passa. O time conformado, sem reação, sem vibração, quase parado. O nosso Brasil está assim, depois de tudo que roubaram da nação parece que o povo perdeu as forças e não consegue reagir. Enquanto o Neymar pega a bola e tenta resolver tudo sozinho, no campo político, alguns partidos sozinhos tentam resolver os problemas da nação, tendo que se defender dos ataques de outros partidos, que querem que as coisas fiquem cada vez piores e assim terão mais chance de chegar ao poder.

                               

Carência de liderança

Falta na seleção brasileira, o que falta para país, ou seja, um líder em campo capaz de comandar com responsabilidade, humildade e muita vontade, uma verdadeira transformação. Precisamos escolher um capitão, que nos represente aquele que transmite segurança para a maioria e que seja merecedor de apoio. Porém ainda não surgiu essa personalidade igual a tantas que tivemos no passado, como Dunga, Romário, Ronaldo fenômeno e outros jogadores que resolviam à parada e estavam mais preocupados com a partida de futebol, do que com o penteado, corte e cor do cabelo. Foi a recém o primeiro jogo, não fomos bem, não estamos bem, mas a esperança leva a crer que vamos melhorar e tanto a seleção, como o país, irão superar este marasmo.

 

Votar em branco não irá adiantar

O que tenho visto de pessoas dizendo que não irão votar neste ano, principalmente para o cargo de presidente da república, em repúdio a toda a decepção com a política e com os políticos, é alarmante. Essa posição de alguns é compreensível, porém, se confirmar, estará se cometendo um grave erro. Não tem chance de a eleição ser anulada, vamos tirar isso de cabeça e quanto menos o povo se manifestar, maior será a chance dos mesmos se manterem no poder, afinal estão com o aporte financeiro na mão, numa disputa desleal com quem está fora, quer entrar e que pode fazer melhor. A verdade é que não temos quase opção, mas então e negócio é fazer uma opção e apostar.

 

Dizem por aí... Que se Neymar e companhia focar no futebol, o Brasil será hexacampeão mundial. Será verdade?

 

 

Leia Também Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato O bom samaritano