Copa do Mundo: tempo de reflexão sobre os atos de machismo

Compartilhe
No programa Panorama Geral, da Rádio Planalto, foi dado destaque para os casos de machismo na Copa do Mundo. Foi lançada a indagação de como mudar o quadro?
O apresentador Luiz Carlos Carvalho recebeu a professora Patrícia Ketzer, da área de Filosofia, que promoveu uma reflexão sobre o tema. 
Na Rússia, brasileiros fizeram uma torcedora local utilizar uma linguagem "chula". Uma repórter brasileira quase foi beijada à força por um torcedor. A seleção da Dinamarca, por sua vez, foi punida pela FIFA pela exibição de cartaz com mensagens sexistas no estádio.
Segundo Patrícia, ainda é possível verificar pelo mundo uma cultura patriarcal. Não é apenas uma realidade nacional. Ela observa como positivos no Brasil os debates que são estabelecidos sobre a cultura do machismo. Pelo menos no país, a situação se discute, enquanto em outros locais sequer é permitida à mulher reivindicar seus direitos.
Em muito é preciso avançar. A entrevista cita os grupos de luta das mulheres em Passo Fundo, que tem realizado diversas atividades de conscientização.

ACOMPANHE A ENTREVISTA REALIZADA POR LUIZ CARLOS CARVALHO COM PATRÍCIA KETZER (áudio)

Leia Também Bazar da APAE acontece nesta terça-feira Passo Fundo Solidária: ganhador do leilão, Kaizer Viebrantz, recebe faca personalizada das Rádios Planalto Motoristas profissionais com toxicológico realizado há mais de dois anos e meio devem renovar o exame Avião tem pane seca ao sair de aeroporto e vigilante confessa furto de combustível