Avaliação negativa de Temer chega a 79%

Compartilhe

A pesquisa CNI/Ibope divulgada na manhã desta quinta-feira, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), aponta que a maior desaprovação do governo Michel Temer é na área de impostos.

Segundo o levantamento, 92% dos entrevistados rejeitam a administração emedebista em relação a esse tema e apenas 6% o aprovam. O índice supera o da pesquisa feita em março e divulgada em abril, de 90%. Outra área mal avaliada do governo é a taxa de juros, com 89%. Na pesquisa, os temas “combate ao desemprego” e “saúde” aparecem entre os quatro pontos com pior avaliação, ambos registram 87% e 88% de desaprovação, respectivamente.

Questionados sobre as perspectivas em relação ao restante do governo Temer, 74% dos entrevistados disseram que a expectativa é ruim ante aos 67% registrados no levantamento feito em março, data da realização da última pesquisa. Os que disseram que a perspectiva é ótima ou boa caíram de 7% para 5% e recuou de 22% para 19% os que classificaram como regular.

A pesquisa foi feita entre os 21 e 24 de junho, com 2 mil eleitores em 128 municípios. A margem de erro estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou menos e o nível de confiança utilizado é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-02265/2018.


Fonte: Rádio Guaíba

Leia Também Mudança em lei vai permitir regularização de terrenos Eduardo Leite convida partido de Sartori para compor sua gestão Futuro secretário da Fazenda já está definido e é de fora do RS Indígena é baleado em frente a sede da Funai em Passo Fundo