COPA 2018: BRASIL classificado para as quartas de final

Compartilhe
O goleiro Ochoa bem que tentou parar o ataque brasileiro, com grandes defesas, mas brilhou a estrela de Neymar para classificar o Brasil às quartas de final da Copa do Mundo com o 2 a 0 sobre o México, na Arena Samara. Em grande atuação mesmo recebendo inúmeras faltas, o craque brasileiro marcou um belo gol com a participação de Willian, outro que foi muito bem, e fez a jogada do segundo, de Firmino. Agora, a Seleção aguarda o vencedor de Bélgica e Japão. 

O técnico Juan Carlos Osório prometeu que ira para cima e cumpriu. O México surpreendeu no início e se lançou ao ataque, enquanto o Brasil sofria para sair da defesa. As laterais foram o principal problema, em especial Fagner, que sofreu demais contra Vela e foi facilmente envolvido. Foi daí que saíram as principais jogadas mexicanas: Alisson errou um soco e Miranda salvou em chute de Lozano e Casemiro travou chute de Herrera. Filipe Luís também teve muitos problemas pelo seu setor.

Já o Brasil dependeu basicamente de Neymar no início. O craque fez duas boas jogadas individuais e, em ambas, parou em Ochoa. Somente após a segunda finalização do camisa 10, aos 24, o México se assustou e se segurou, em busca de um contra-ataque puxado pelos dois pontas. Foi então que a Seleção conseguiu jogar melhor, ainda que em ritmo lento. Quando o time de Tite acelerava no ataque, chegava com perigo. Na melhor troca de passes brasileira, Gabriel Jesus limpou a marcação e chutou, mas o goleiro mexicano salvou de novo.

A Seleção voltou do intervalo com outra postura em campo, mais agressiva desde o início. Logo aos 2, Ochoa salvou em bomba de Coutinho, mas o Brasil enfim abriu o placar aos 6. Em jogada rara nesta Copa, os pontas trocaram de posição, com Neymar tocando de calcanhar para Willian, que entrou na área pela esquerda e cruzou. O prórpio camisa 10 se jogou para colocar no fundo da rede.

A vantagem no placar deixou o Brasil mais solto e até mesmo Fagner fez uma boa jogada para Paulinho chutar e Ochoa defender. Mas o grande destaque foi Willian, que aproveitou os espaços deixados pelo México para dar suas arrancadas. Ele ainda deu um grande chute que o goleiro mexicano salvar em outra grande defesa.

O México seguiu em busca do empate, e até criou alguns lances de perigo. Só que em todas a defesa brasileira conseguiu impedir as finalizações. O jogo só esquentou quando Layún pisou intencionalmente o tornozelo de Neymar, aos 26. O árbitro de vídeo não considerou lance para cartão vermelho. 

A Seleção então começou a administrar a vantagem no placar, sem sofrer muitos sustos do ataque mexicano, que perdeu muita força com as mudanças. Então os mexicanos passaram a bater e o craque brasileiro foi o principal alvo de entradas duras.

O Brasil respondeu com mais um gol. Em contra-ataque, Neymar arrancou pela esquerda e chutou, Ochoa desviou em outra grande defesa e Firmino, que só entrou no fim, precisou tocar na bola pela primeira vez para fazer o gol do alívio, aos 43.

O jogo só não foi perfeito para o Brasil porque Casemiro levou o segundo cartão amarelo, numa falta para evitar contra-ataque, e está suspenso nas quartas de final.


Fonte: O Dia?RJ

Leia Também BSBios/UPF compete na 1ª Copa Atlântico de Voleibol Feminino Prefeito Luciano Azevedo assume presidência do Gaúcho Brasileirão: Grêmio vence Atlético-MG EC Passo Fundo deve mais de R$ 1 milhão, diz Conselheiro